Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Por trás da máscara – 1º trimestre, 28 de fevereiro a 7 de março de 2015

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraLição 10
– clique na opção desejada: [Lição 9] – ou Lição 10 de  [sábado]  –  [domingo]  –  [segunda]  –  [terça]  –  [quarta]  –  [quinta]  –  [sexta] – ou o texto completo abaixo:
Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraSábadoIntrodução (28 de fevereiro de 2015). Nessa semana, mais três capítulos: Provérbios 25, 26 e 27. Alguns versos apenas, mas grandes ensinamentos. E, em especial para a Lição 10, o cuidado que devemos ter com a linguagem, com as palavras. Se bem que as palavras possam ser verdadeiras, bonitas, incentivadoras, em função do pecado elas também adquiriram a possibilidade de ser mentirosas, enganosas, lisonjeiras.
Quem criou esse sistema de duplicidade com as palavras foi o inimigo de Deus e dos homens. Daí a expressão “pai da mentira”. Quando ainda no Céu, ao criar o pecado, ele passou como que a usar uma máscara: falava uma coisa, mas era outra. Com isso, surgiu uma rebelião contra o governo de Deus, e ele e os que caíram em sua lábia foram expulsos da presença do Senhor.
Criada a Terra, o inimigo para cá se dirigiu, resolvido a aplicar o mesmo golpe contra a humanidade. E nós conhecemos a continuação da história, dela participamos, e fazemos uso da mesma artimanha que ele, o pai da mentira.
É sobre isso que a Lição vai tratar. Mas, como não poderia ser diferente, o Espírito Santo nos alerta, instrui e capacita a não continuar no caminho da rebelião. Suas palavras nos serão redentivas nessa nova semana.
“Uma constante batalha está em desenvolvimento entre instrumentos satânicos e seres celestiais. Satanás está disputando o jogo da vida pelas almas dos homens. Se todos pudessem ver a corrente subterrânea das capciosas tentações, se reconhecessem a aparência celestial dos enganos satânicos, cautela muito maior seria demonstrada. Haveria bem menos confiança na sabedoria humana e muito maior dependência de Deus” (Olhando Para o Alto, Meditação Matinal de 22/03/1983).
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]
Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraDomingoO mistério de Deus (1º de março de 2015). Deus é Deus. Só Ele é Deus. Até onde Ele entende ser útil para Suas criaturas, Ele Se revelará. Passou disso, é mistério.
De forma bastante particular, porém, nós, criaturas pecaminosas, temos mais limitações do que os anjos e habitantes de outros mundos que não entraram na rebelião de Satanás. Nós perdemos muito com a entrada do pecado, se bem que nem por isso Deus nos abandonou. Até onde é necessário para a salvação, Ele nos revela Seu plano e explica como o executa – e dessa forma entendemos um pouco de Seu caráter e de Sua natureza.
Tal revelação, Ele achou por bem registrar por escrito na Bíblia. Daí a importância da leitura da Palavra Sagrada – mas, ao mesmo tempo, daí a implicância do inimigo, que nos afasta dela, ou procura fazer que não pratiquemos suas boas instruções, ou embaça nossa visão com uma imensidão de teorias e achismos.
Deuteronômio 29:29 diz assim: “As coisas encobertas pertencem ao SENHOR, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos”. Tão simples, claro e objetivo esse verso, mas até ele é usado para nos desincentivar à pesquisa. Pessoas há que enquadram quase tudo como “mistério”, “coisas encobertas”. Buscam travar aquilo que serviria de luz para muitos. É verdade que há mistérios inacessíveis. É verdade que jamais chegaremos a conhecer tudo que Deus conhece – até porque, se isso fosse possível, nos tornaríamos iguais a Deus. No entanto, o verso também diz que “as coisas reveladas nos pertencem”, e isso nos viabiliza conhecer sim muitas das coisas que Ele deseja que conheçamos. E elas estão na Bíblia! Mas Satanás tem colocado seu dedo nessa questão.
No outro extremo, e isso também é verdade, corremos o risco de usar a Palavra de Deus em conformidade com nossa deturpada maneira de interpretar, ou esconder segundas intenções, ou amenizar a culpa de pecados ocultos. Ou seja, lemos a Bíblia, mas com nossa máscara. Em Provérbios 30:6 vamos encontrar o seguinte alerta: “Nada acrescentes às Suas palavras, para que não te repreenda, e sejas achado mentiroso”. No Novo Testamento, Paulo ecoa esse conselho, dizendo: “Aprendais a não ir além do que está escrito” (1Coríntios 4:6).
Sugerimos a leitura de “A Bíblia – a Palavra de Deus” – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]
Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraSegundaO insensato como sábio (2 de março de 2015). Prometo não sair do assunto, mas, permitam-me, não vou ficar apenas com a Lição.
Porque as pessoas ignoram a verdade da Bíblia, “outras verdades” aparecem, são criadas. Artistas e esportistas, por terem mais visibilidade nos meios de comunicação, falam “suas verdades” como se fosse a verdade, e são aplaudidos, idolatrados. São insensatos tratados como sábios. E o inimigo os usa para serem formadores de opinião. Um desastre!
Programas de auditório e novelas usam o mesmo método da serpente quando no Jardim do Éden. Cumprem exatamente os propósitos do pai da mentira. E milhares e milhares caem nessa lábia. No entanto, irmãos, isso não ocorre apenas no terreno mundano. Em questões religiosas isso também é possível, e cristãos insensatos são tidos como sábios. Eis outro desastre!
O Evangelho de Lucas começa assim: “Visto que muitos houve que empreenderam uma narração coordenada dos fatos que entre nós se realizaram, conforme nos transmitiram os que desde o princípio foram deles testemunhas oculares e ministros da palavra, igualmente a mim me pareceu bem, depois de acurada investigação de tudo desde sua origem, dar-te por escrito, excelentíssimo Teófilo, uma exposição em ordem, para que tenhas plena certeza das verdades em que foste instruído” (Lucas 1:1-4).
O mesmo Lucas escreveu assim, em Atos 17:10 e 11 – “E logo, durante a noite, os irmãos enviaram Paulo e Silas para Bereia; ali chegados, dirigiram-se à sinagoga dos judeus. Ora, estes de Bereia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim”.
“Nas verdades de Sua Palavra, Deus deu aos homens a revelação de Si mesmo; e a todos os que as aceitam servem de escudo contra os enganos de Satanás. Foi a negligência destas verdades que abriu a porta aos males que tanto se estão generalizando agora no mundo religioso. Tem-se perdido de vista, em grande parte, a natureza e importância da lei de Deus. Uma concepção errônea do caráter, perpetuidade e vigência da lei divina, tem ocasionado erros quanto à conversão e santificação, resultando em baixar, na igreja, a norma da piedade. Aqui deve encontrar-se o segredo da falta do Espírito e poder de Deus nos avivamentos de nosso tempo” (O Grande Conflito, capítulo 27 – “A vida que satisfaz – como alcançar paz de alma”).
Sugerimos a leitura de “Cavando mais fundo na mina” – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]
Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraTerçaO preguiçoso (3 de março de 2015). Provérbios 26:13-15 – “Diz o preguiçoso: Um leão está no caminho; um leão está nas ruas. Como a porta se revolve nos seus gonzos, assim, o preguiçoso, no seu leito. O preguiçoso mete a mão no prato e não quer ter o trabalho de a levar à boca”.
A Lição não se limita ao preguiçoso em movimentos físicos. A questão intelectual também é explorada. Por trás da máscara em não exercitar a mente, em não estudar, pode estar a falta de vontade em se comprometer com a missão, em conhecer a Jesus e se entregar a Ele, em permitir ser transformado por Ele.
“Satanás usa a sonolenta e descuidada indolência de professos cristãos para se fortificar e conquistá-los para si. Muitos que presumem que embora não estejam trabalhando ativamente para Cristo, estão contudo a Seu lado, habilitam o inimigo a ocupar terreno e obter vantagens. Deixando de ser obreiros diligentes do Mestre, deixando deveres por cumprir e palavras por pronunciar, permitem que Satanás alcance domínio sobre as pessoas que podiam ser ganhas para Cristo” (Parábolas de Jesus, capítulo 22 –  “O que mais valor tem diante de Deus”).
Sugerimos a leitura de “Cada hora é preciosa” – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]
Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraQuartaO amigo como inimigo (4 de março de 2015). Provérbios 27:5 e 6 – “Melhor é a repreensão franca do que o amor encoberto. Leais são as feridas feitas pelo que ama…”
Não estamos sendo chamados a colocar a máscara de juiz. Repreender não significa bater com chicote. A autoridade que a Bíblia nos concede não deve ser confundida com autoritarismo. A disciplina a ser praticada não é a punitiva, mas a redentiva.
Por outro lado, um amigo não deve ser conivente com o erro, concordando com a transgressão. Se assim acontecer, o amigo é um inimigo.
Em Provérbios 25:11 temos a clara palavra do Espírito Santo para quem deve falar: “Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo”.
“A religião de Jesus Cristo jamais degrada o seu recebedor; nunca o faz rude ou ríspido, descortês ou presunçoso, apaixonado ou duro de coração. Ao contrário, refina os gostos, santifica o juízo, purifica e enobrece os pensamentos, levando-os em cativeiro a Jesus Cristo” (Nos Lugares Celestiais, Meditação Matinal de 14/05/1968).
Em Provérbios 3:11 e 12, as palavras do Espírito Santo para quem deve ouvir: “Filho meu, não rejeites a disciplina do SENHOR, nem te enfades da Sua repreensão. Porque o SENHOR repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem”.
Leia um conselho que a senhora White deu a seu filho Edson – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]
Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraQuintaO inimigo como amigo (5 de março de 2015). Se um amigo não jogar luz na vida de um errante, na verdade é um inimigo. Ao mesmo tempo, o errante, se repreendido pelo amigo, não deve considerá-lo inimigo. Este é um verdadeiro amigo.
Por outro lado, cuidado! Há inimigos que se fazem de amigos. Com suas conversas doces, cheias de tolerância, valorizam os erros, como se não o fossem, e isso serve de incentivo para o caminho da morte. Chamam o mal de bem, e o bem, de mal. São lobos vestidos de cordeiros.
“Um dos mais bem sucedidos enganos de Satanás é induzir os homens a pretenderem estar santificados, ao mesmo tempo que estão vivendo em desobediência aos mandamentos de Deus. Esses são descritos por Jesus como os que hão de dizer: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos nós em Teu nome? E, em Teu nome, não expulsamos demônios? E, em Teu nome, não fizemos muitas maravilhas?’
Sim, os que pretendem estar santificados têm muito que dizer a respeito de ser salvo pelo sangue de Jesus, mas a sua santificação não se dá por meio da verdade como ela é em Jesus. Conquanto pretendam crer nEle e aparentemente realizem obras maravilhosas em Seu nome, desprezam a lei de Seu Pai e atuam como instrumentos do grande adversário das almas para levar avante a obra que ele iniciou no Éden, a saber: apresentar desculpas plausíveis para não obedecer irrestritamente a Deus. Sua obra de levar os homens a desonrarem a Deus por desprezarem Sua lei será um dia desdobrada diante deles com seus verdadeiros resultados” (Fé e Obras, capítulo 4 – “Ellen White elucida vários aspectos”).
Sugerimos a leitura da Meditação Matinal de 12/11/1959 – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]
Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraSextaConclusão (6 de março de 2015). “Não recebais adulações, nem mesmo em vossa vida religiosa. A lisonja é uma artimanha pela qual Satanás se põe à espreita para enganar e para enfatuar o agente humano com elevados conceitos de si mesmo. “Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs subtilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo.” A lisonja tem sido o alimento com que se têm nutrido muitos de nossos jovens; e os que têm elogiado e lisonjeado supõem que estavam fazendo o que é correto; mas fizeram o que era errado. Os elogios, a lisonja e a condescendência têm feito mais para conduzir preciosas almas a veredas falsas, do que qualquer outra artimanha inventada por Satanás.
A lisonja faz parte da política do mundo, mas não da de Cristo. Por meio da lisonja, pobres seres humanos, cheios de fraquezas e defeitos, são levados a pensar que são eficientes e dignos, tornando-se enfatuados em sua mente carnal. Ficam inebriados com a ideia de que possuem mais capacidade do que sucede em realidade, e sua experiência religiosa se torna desequilibrada. A não ser que pela providência divina se desviem desses enganos, e se convertam e aprendam o ABC da religião na escola de Cristo, perderão sua alma” (Fundamentos da Educação Cristã, pág. 304).
“Até mesmo a bondade deve ter seus limites. A autoridade deve ser mantida mediante firme severidade, ou será recebida por muitos com zombaria e desdém. A chamada tolerância, lisonja e condescendência, usadas para com a juventude por pais e responsáveis, é um dos piores males que lhes pode sobrevir. Em toda família, firmeza, decisão, exigências positivas, são essenciais” (Profetas e Reis, capítulo 19 – “Um profeta de paz”).
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]

Publicado em a lição da semana, Comentário da Lição da Escola Sabatina, Ligado na Videira | Marcado com , | Deixe um comentário

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Sábado, 28 de fevereiro de 2015 – “Por trás da máscara” – Introdução

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraSábadoIntrodução (28 de fevereiro de 2015). Nessa semana, mais três capítulos: Provérbios 25, 26 e 27. Alguns versos apenas, mas grandes ensinamentos. E, em especial para a Lição 10, o cuidado que devemos ter com a linguagem, com as palavras. Se bem que as palavras possam ser verdadeiras, bonitas, incentivadoras, em função do pecado elas também adquiriram a possibilidade de ser mentirosas, enganosas, lisonjeiras.
Quem criou esse sistema de duplicidade com as palavras foi o inimigo de Deus e dos homens. Daí a expressão “pai da mentira”. Quando ainda no Céu, ao criar o pecado, ele passou como que a usar uma máscara: falava uma coisa, mas era outra. Com isso, surgiu uma rebelião contra o governo de Deus, e ele e os que caíram em sua lábia foram expulsos da presença do Senhor.
Criada a Terra, o inimigo para cá se dirigiu, resolvido a aplicar o mesmo golpe contra a humanidade. E nós conhecemos a continuação da história, dela participamos, e fazemos uso da mesma artimanha que ele, o pai da mentira.
É sobre isso que a Lição vai tratar. Mas, como não poderia ser diferente, o Espírito Santo nos alerta, instrui e capacita a não continuar no caminho da rebelião. Suas palavras nos serão redentivas nessa nova semana.
“Uma constante batalha está em desenvolvimento entre instrumentos satânicos e seres celestiais. Satanás está disputando o jogo da vida pelas almas dos homens. Se todos pudessem ver a corrente subterrânea das capciosas tentações, se reconhecessem a aparência celestial dos enganos satânicos, cautela muito maior seria demonstrada. Haveria bem menos confiança na sabedoria humana e muito maior dependência de Deus” (Olhando Para o Alto, Meditação Matinal de 22/03/1983).
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]

Publicado em a lição da semana, Comentário da Lição da Escola Sabatina, Ligado na Videira | Marcado com , | Deixe um comentário

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Domingo, 1º de março de 2015 – “Por trás da máscara” – O mistério de Deus

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraDomingoO mistério de Deus (1º de março de 2015). Deus é Deus. Só Ele é Deus. Até onde Ele entende ser útil para Suas criaturas, Ele Se revelará. Passou disso, é mistério.
De forma bastante particular, porém, nós, criaturas pecaminosas, temos mais limitações do que os anjos e habitantes de outros mundos que não entraram na rebelião de Satanás. Nós perdemos muito com a entrada do pecado, se bem que nem por isso Deus nos abandonou. Até onde é necessário para a salvação, Ele nos revela Seu plano e explica como o executa – e dessa forma entendemos um pouco de Seu caráter e de Sua natureza.
Tal revelação, Ele achou por bem registrar por escrito na Bíblia. Daí a importância da leitura da Palavra Sagrada – mas, ao mesmo tempo, daí a implicância do inimigo, que nos afasta dela, ou procura fazer que não pratiquemos suas boas instruções, ou embaça nossa visão com uma imensidão de teorias e achismos.
Deuteronômio 29:29 diz assim: “As coisas encobertas pertencem ao SENHOR, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos”. Tão simples, claro e objetivo esse verso, mas até ele é usado para nos desincentivar à pesquisa. Pessoas há que enquadram quase tudo como “mistério”, “coisas encobertas”. Buscam travar aquilo que serviria de luz para muitos. É verdade que há mistérios inacessíveis. É verdade que jamais chegaremos a conhecer tudo que Deus conhece – até porque, se isso fosse possível, nos tornaríamos iguais a Deus. No entanto, o verso também diz que “as coisas reveladas nos pertencem”, e isso nos viabiliza conhecer sim muitas das coisas que Ele deseja que conheçamos. E elas estão na Bíblia! Mas Satanás tem colocado seu dedo nessa questão.
No outro extremo, e isso também é verdade, corremos o risco de usar a Palavra de Deus em conformidade com nossa deturpada maneira de interpretar, ou esconder segundas intenções, ou amenizar a culpa de pecados ocultos. Ou seja, lemos a Bíblia, mas com nossa máscara. Em Provérbios 30:6 vamos encontrar o seguinte alerta: “Nada acrescentes às Suas palavras, para que não te repreenda, e sejas achado mentiroso”. No Novo Testamento, Paulo ecoa esse conselho, dizendo: “Aprendais a não ir além do que está escrito” (1Coríntios 4:6).
Sugerimos a leitura de “A Bíblia – a Palavra de Deus” – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]

Publicado em a lição da semana, Comentário da Lição da Escola Sabatina, Ligado na Videira | Marcado com , | Deixe um comentário

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Segunda, 2 de março de 2015 – “Por trás da máscara” – O insensato como sábio

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraSegundaO insensato como sábio (2 de março de 2015). Prometo não sair do assunto, mas, permitam-me, não vou ficar apenas com a Lição.
Porque as pessoas ignoram a verdade da Bíblia, “outras verdades” aparecem, são criadas. Artistas e esportistas, por terem mais visibilidade nos meios de comunicação, falam “suas verdades” como se fosse a verdade, e são aplaudidos, idolatrados. São insensatos tratados como sábios. E o inimigo os usa para serem formadores de opinião. Um desastre!
Programas de auditório e novelas usam o mesmo método da serpente quando no Jardim do Éden. Cumprem exatamente os propósitos do pai da mentira. E milhares e milhares caem nessa lábia. No entanto, irmãos, isso não ocorre apenas no terreno mundano. Em questões religiosas isso também é possível, e cristãos insensatos são tidos como sábios. Eis outro desastre!
O Evangelho de Lucas começa assim: “Visto que muitos houve que empreenderam uma narração coordenada dos fatos que entre nós se realizaram, conforme nos transmitiram os que desde o princípio foram deles testemunhas oculares e ministros da palavra, igualmente a mim me pareceu bem, depois de acurada investigação de tudo desde sua origem, dar-te por escrito, excelentíssimo Teófilo, uma exposição em ordem, para que tenhas plena certeza das verdades em que foste instruído” (Lucas 1:1-4).
O mesmo Lucas escreveu assim, em Atos 17:10 e 11 – “E logo, durante a noite, os irmãos enviaram Paulo e Silas para Bereia; ali chegados, dirigiram-se à sinagoga dos judeus. Ora, estes de Bereia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim”.
“Nas verdades de Sua Palavra, Deus deu aos homens a revelação de Si mesmo; e a todos os que as aceitam servem de escudo contra os enganos de Satanás. Foi a negligência destas verdades que abriu a porta aos males que tanto se estão generalizando agora no mundo religioso. Tem-se perdido de vista, em grande parte, a natureza e importância da lei de Deus. Uma concepção errônea do caráter, perpetuidade e vigência da lei divina, tem ocasionado erros quanto à conversão e santificação, resultando em baixar, na igreja, a norma da piedade. Aqui deve encontrar-se o segredo da falta do Espírito e poder de Deus nos avivamentos de nosso tempo” (O Grande Conflito, capítulo 27 – “A vida que satisfaz – como alcançar paz de alma”).
Sugerimos a leitura de “Cavando mais fundo na mina” – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]

Publicado em a lição da semana, Comentário da Lição da Escola Sabatina, Ligado na Videira | Marcado com , | Deixe um comentário

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Terça, 3 de março de 2015 – “Por trás da máscara” – O preguiçoso

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraTerçaO preguiçoso (3 de março de 2015). Provérbios 26:13-15 – “Diz o preguiçoso: Um leão está no caminho; um leão está nas ruas. Como a porta se revolve nos seus gonzos, assim, o preguiçoso, no seu leito. O preguiçoso mete a mão no prato e não quer ter o trabalho de a levar à boca”.
A Lição não se limita ao preguiçoso em movimentos físicos. A questão intelectual também é explorada. Por trás da máscara em não exercitar a mente, em não estudar, pode estar a falta de vontade em se comprometer com a missão, em conhecer a Jesus e se entregar a Ele, em permitir ser transformado por Ele.
“Satanás usa a sonolenta e descuidada indolência de professos cristãos para se fortificar e conquistá-los para si. Muitos que presumem que embora não estejam trabalhando ativamente para Cristo, estão contudo a Seu lado, habilitam o inimigo a ocupar terreno e obter vantagens. Deixando de ser obreiros diligentes do Mestre, deixando deveres por cumprir e palavras por pronunciar, permitem que Satanás alcance domínio sobre as pessoas que podiam ser ganhas para Cristo” (Parábolas de Jesus, capítulo 22 –  “O que mais valor tem diante de Deus”).
Sugerimos a leitura de “Cada hora é preciosa” – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]

Publicado em a lição da semana, Comentário da Lição da Escola Sabatina, Ligado na Videira | Marcado com , | Deixe um comentário

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Quarta, 4 de março de 2015 – “Por trás da máscara” – O amigo como inimigo

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraQuartaO amigo como inimigo (4 de março de 2015). Provérbios 27:5 e 6 – “Melhor é a repreensão franca do que o amor encoberto. Leais são as feridas feitas pelo que ama…”
Não estamos sendo chamados a colocar a máscara de juiz. Repreender não significa bater com chicote. A autoridade que a Bíblia nos concede não deve ser confundida com autoritarismo. A disciplina a ser praticada não é a punitiva, mas a redentiva.
Por outro lado, um amigo não deve ser conivente com o erro, concordando com a transgressão. Se assim acontecer, o amigo é um inimigo.
Em Provérbios 25:11 temos a clara palavra do Espírito Santo para quem deve falar: “Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo”.
“A religião de Jesus Cristo jamais degrada o seu recebedor; nunca o faz rude ou ríspido, descortês ou presunçoso, apaixonado ou duro de coração. Ao contrário, refina os gostos, santifica o juízo, purifica e enobrece os pensamentos, levando-os em cativeiro a Jesus Cristo” (Nos Lugares Celestiais, Meditação Matinal de 14/05/1968).
Em Provérbios 3:11 e 12, as palavras do Espírito Santo para quem deve ouvir: “Filho meu, não rejeites a disciplina do SENHOR, nem te enfades da Sua repreensão. Porque o SENHOR repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem”.
Leia um conselho que a senhora White deu a seu filho Edson – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]

Publicado em a lição da semana, Comentário da Lição da Escola Sabatina, Ligado na Videira | Marcado com , | Deixe um comentário

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Quinta, 5 de março de 2015 – “Por trás da máscara” – O inimigo como amigo

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na VideiraQuinta O inimigo como amigo (5 de março de 2015). Se um amigo não jogar luz na vida de um errante, na verdade é um inimigo. Ao mesmo tempo, o errante, se repreendido pelo amigo, não deve considerá-lo inimigo. Este é um verdadeiro amigo.
Por outro lado, cuidado! Há inimigos que se fazem de amigos. Com suas conversas doces, cheias de tolerância, valorizam os erros, como se não o fossem, e isso serve de incentivo para o caminho da morte. Chamam o mal de bem, e o bem, de mal. São lobos vestidos de cordeiros.
“Um dos mais bem sucedidos enganos de Satanás é induzir os homens a pretenderem estar santificados, ao mesmo tempo que estão vivendo em desobediência aos mandamentos de Deus. Esses são descritos por Jesus como os que hão de dizer: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos nós em Teu nome? E, em Teu nome, não expulsamos demônios? E, em Teu nome, não fizemos muitas maravilhas?’
Sim, os que pretendem estar santificados têm muito que dizer a respeito de ser salvo pelo sangue de Jesus, mas a sua santificação não se dá por meio da verdade como ela é em Jesus. Conquanto pretendam crer nEle e aparentemente realizem obras maravilhosas em Seu nome, desprezam a lei de Seu Pai e atuam como instrumentos do grande adversário das almas para levar avante a obra que ele iniciou no Éden, a saber: apresentar desculpas plausíveis para não obedecer irrestritamente a Deus. Sua obra de levar os homens a desonrarem a Deus por desprezarem Sua lei será um dia desdobrada diante deles com seus verdadeiros resultados” (Fé e Obras, capítulo 4 – “Ellen White elucida vários aspectos”).
Sugerimos a leitura da Meditação Matinal de 12/11/1959 – clique aqui.
[[Aproveite e leia a Meditação Matinal para hojeclique aqui]]

Publicado em a lição da semana, Comentário da Lição da Escola Sabatina, Ligado na Videira | Marcado com , | Deixe um comentário