Habite em atmosfera celestial

Meditação Matinal de Ellen White – A Caminho do Lar, 2017.

5 de janeiro – Pág. 20 – Habite em atmosfera celestial

Invoca-Me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes. Jeremias 33:3

Aquele que, com espírito sincero e receptivo, estuda a Palavra de Deus, – procurando compreender as suas verdades, será colocado em contato com seu Autor; e, a menos que não o queira, não haverá limites às possibilidades para o seu desenvolvimento.

Em sua vasta série de estilos e assuntos, a Bíblia tem algo para despertar o interesse de todas as mentalidades e apelar a cada coração. Em suas páginas se encontram as mais antigas histórias, as mais fiéis biografias; princípios governamentais para a orientação de Estados e para a direção do lar – princípios que a sabedoria humana jamais igualou. Contém a mais profunda filosofia, a poesia mais suave e sublime, mais comovente e emocionante. Mesmo sob essa perspectiva, os escritos da Bíblia são de um valor infinitamente superior ao das obras de qualquer autor humano; mas, sob o ponto de vista de sua relação para com o grandioso pensamento central, eles são de um alcance infinitamente maior. Encarado à luz desse conceito, cada tópico tem novo significado. Nas verdades mais singelamente referidas, estão envolvidos princípios que são tão altos como o Céu e abrangem a eternidade. […]

Com a Palavra de Deus nas mãos, todo ser humano, qualquer que seja sua experiência na vida, pode ter a companhia que preferir. Em suas páginas, pode se relacionar com o que há de mais nobre e melhor no ser humano e ouvir a voz do Eterno ao falar com as pessoas.

Ao estudar e meditar nos temas que “os anjos anseiam observar” (1Pedro 1:12, NVI), o ser humano pode ter a companhia deles. Pode seguir os passos do Mestre celestial e ouvir as Suas palavras, como quando Ele ensinava nas montanhas, nas planícies e junto ao mar. Neste mundo, pode habitar em atmosfera celestial, comunicando aos tristes e tentados da Terra pensamentos de esperança e santidade; pode desenvolver uma comunhão cada vez mais íntima com o Ser invisível […], aproximando-se mais dos limites do mundo eterno, e isso até que se abram os portais e ele entre. Não se sentirá um estranho ali. As vozes que o saudarem serão as daqueles seres santos que, na Terra, foram seus companheiros invisíveis; vozes que ele aqui aprendeu a distinguir e amar. A pessoa que, pela Palavra de Deus, viveu em ligação com o Céu, estará à vontade na companhia dos seres celestiais. Educação, págs. 125 e 127.

Anúncios
Publicado em 2017 - A Caminho do Lar, Ellen White, Meditação Matinal | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Uma transcrição da vontade de Deus

Meditação Matinal de Ellen White – A Caminho do Lar, 2017.

6 de janeiro – Pág. 21 – Uma transcrição da vontade de Deus

Guardo no coração as Tuas palavras, para não pecar contra Ti. Salmos 119:11

Nos preceitos de Sua santa lei, Deus concedeu uma regra perfeita de vida; e Ele declarou que, até o fim do tempo, essa lei, imutável num jota ou num til, deve manter suas reivindicações sobre os seres humanos. Cristo veio para engrandecer a lei e a tornar gloriosa. Mostrou que ela está baseada no amplo fundamento do amor a Deus e amor às pessoas, e que a obediência a seus preceitos compreende todo o dever da humanidade. Em Sua vida, Jesus deu exemplo de obediência à lei de Deus. No sermão da montanha, Ele mostrou como seus requisitos vão além dos atos exteriores, e alcançam os pensamentos e as intenções do coração.

A lei, quando obedecida, leva as pessoas a renegar “a impiedade e as paixões mundanas” e a viver “no presente século, sensata, justa e piedosamente” (Tito 2:12). No entanto, o inimigo de toda a justiça tornou cativo o mundo e tem levado homens e mulheres à desobediência à lei. Conforme previu Paulo, multidões têm se desviado das claras e profundas verdades da Palavra de Deus e escolhido ensinadores que lhes apresentem as fábulas que desejam. Muitos, tanto entre pastores como entre o povo, estão tripudiando sobre os mandamentos de Deus. Assim é insultado o Criador do mundo, e Satanás ri triunfante aos sucessos de seus enganos.

Com o crescente desprezo pela lei de Deus, há uma progressiva aversão à religião, uma intensificação do orgulho, do amor aos prazeres, da desobediência aos pais e da tolerância consigo mesmo. Em todas as partes, pessoas atentas estão perguntando ansiosas: “O que se pode fazer para corrigir esses alarmantes males?” A resposta está na exortação de Paulo a Timóteo: “Prega a Palavra” (2Timóteo 4:2). Na Bíblia, estão os únicos princípios seguros de ação. Ela é um transcrito da vontade de Deus, uma expressão da divina sabedoria. Abre à compreensão do ser humano os grandes problemas da vida. A todos os que abraçam seus preceitos, ela se provará um guia infalível, livrando-os de arruinarem a vida em esforços desorientados.

Deus fez conhecida a Sua vontade, e é insensatez da parte das pessoas questionar o que saiu de Seus lábios. Depois que falou a Infinita Sabedoria, não pode haver questões ambíguas para o ser humano solucionar, nem pode haver possibilidades vagas a serem por ele ajustadas. Tudo o que dele se requer é sincera conformidade com a expressa vontade de Deus. A obediência é o mais alto princípio da razão, bem como da consciência. Atos dos Apóstolos, págs. 505 e 506.

Publicado em 2017 - A Caminho do Lar, Ellen White, Meditação Matinal | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

O plano da salvação claramente traçado

Meditação Matinal de Ellen White – A Caminho do Lar, 2017.

7 de janeiro – Pág. 22 – O plano da salvação claramente traçado

Teme a Deus e guarda os Seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem. Eclesiastes 12:13

Na Bíblia, é definido todo o dever do ser humano. Salomão declara: “Teme a Deus e guarda os Seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem” (Eclesiastes 12:13). A vontade de Deus é revelada em Sua Palavra escrita, e esse é o conhecimento essencial. A sabedoria humana e a familiaridade com os idiomas de diversas nações são um auxílio na obra missionária. A compreensão dos costumes das pessoas, ou seja, do lugar e da época dos acontecimentos, é conhecimento prático, pois ajuda a esclarecer as figuras da Bíblia a realçar o poder das lições de Cristo; mas não é absolutamente necessário saber essas coisas. O peregrino pode encontrar o caminho preparado para ser palmilhado pelos remidos, e não haverá desculpa para quem perecer devido à má compreensão das Escrituras.

Na Bíblia, é declarado todo princípio vital, explicado todo dever, evidenciada toda obrigação. Todo o dever humano é resumido pelo Salvador, nestas palavras: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. […] Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 22:37 e 39). Na Palavra, o plano da salvação está claramente delineado. A dádiva da vida eterna é prometida sob a condição de salvadora fé em Cristo. O atraente poder do Espírito Santo é assinalado como um instrumento na obra da salvação das pessoas. A recompensa dos fiéis e o castigo dos culpados são expostos com clareza. A Bíblia contém a ciência da salvação para todos os que querem ouvir as palavras de Cristo e colocá-las em prática.

Diz o apóstolo: “Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2Timóteo 3:16 e 17). A Bíblia é intérprete de si mesma. Uma passagem será a chave que revelará outras passagens, e, desse modo, haverá luz sobre o significado oculto da Palavra. Comparando diversos textos que tratam do mesmo assunto e examinando sua relação em todo o sentido, ficará evidente o verdadeiro significado das Escrituras. […]

O Senhor Deus, o Criador do universo, deu o evangelho ao mundo a um preço infinito. Fundamentos da Educação Cristã, págs. 186 a 188.

Publicado em 2017 - A Caminho do Lar, Ellen White, Meditação Matinal | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Ouvindo a voz de Jesus

Meditação Matinal de Ellen White – A Caminho do Lar, 2017.

8 de janeiro – Pág. 23 – Ouvindo a voz de Jesus

Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de Mim. João 5:39

Deus nos fala por meio de Sua Palavra. É ali que encontramos em linhas mais claras a revelação de Seu caráter, de Sua maneira de tratar as pessoas e da grande obra de redenção. Ali, diante de nós, está a história dos patriarcas, dos profetas e de outros homens santos da antiguidade. Eram indivíduos sujeitos “aos mesmos sentimentos” (Tiago 5:17). Vemos que eles, assim como nós, lutaram com situações desanimadoras; vemos como caíram em tentação da mesma forma que também caímos e, no entanto, levantaram-se e venceram mediante a graça de Deus. Ao vermos esses exemplos, nos animamos em nossa luta para alcançar a justiça. Ao lermos sobre as preciosas experiências que lhes foram concedidas, a luz, o amor e as bênçãos que desfrutavam, e o trabalho realizado por meio da graça que lhes era dada, o espírito que os inspirava acende em nosso coração uma chama que inspira em nós o desejo de sermos semelhantes a eles no caráter e de andarmos com Deus como eles andaram.

Jesus disse a respeito das Escrituras do Antigo Testamento – e quanto mais isso é verdade com relação ao Novo Testamento – “elas mesmas que testificam de Mim”, o Redentor, Aquele em quem está centralizada nossa esperança de vida eterna (João 5:39). Sim, toda a Bíblia fala de Cristo. Desde o primeiro registro da criação, pois “sem Ele, nada do que foi feito se fez” (João 1:3), até a promessa final, “Eis que venho sem demora” (Apocalipse 22:12), lemos sobre Suas obras e ouvimos Sua voz. Se você quiser conhecer o Salvador, estude as Santas Escrituras, a Bíblia.

Encha o seu coração com as palavras de Deus. Elas são a água viva que irá saciar a sua sede. Elas são o pão vivo que vem do Céu. Jesus declara: “Se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o Seu sangue, não tendes vida em vós mesmos” (João 6:53). De Si mesmo, Ele diz: “As palavras que Eu vos tenho dito são espírito e são vida” (João 6:63). Nosso corpo é formado pelo que comemos e bebemos. Como acontece na vida física, assim também ocorre na vida espiritual: é aquilo em que meditamos que dará força e vigor à nossa natureza espiritual.

A redenção é um tema que os anjos apreciam estudar; e será a ciência e o cântico dos remidos ao longo dos séculos infindáveis da eternidade. Esse não seria um assunto digno de cuidadoso estudo desde agora? Caminho a Cristo, págs. 87 a 89.

Publicado em 2017 - A Caminho do Lar, Ellen White, Meditação Matinal | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

As chaves do Céu

Meditação Matinal de Ellen White – A Caminho do Lar, 2017.

9 de janeiro – Pág. 24 – As chaves do Céu

Dar-te-ei as chaves do reino dos Céus. Mateus 16:19

Jesus continuou: “Também Eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a Minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16:18). A palavra Pedro significa pedra – uma pedra que rola. Pedro não era a rocha sobre a qual a igreja estava fundada. As portas do inferno prevaleceram contra ele quando negou seu Senhor com maldição e xingamento. A igreja foi edificada sobre alguém contra o qual as portas do inferno não podiam prevalecer. […]

“Sobre esta pedra”, disse Jesus, “edificarei a Minha igreja” (Mateus 16:18). Na presença de Deus e de todos os seres celestiais, em presença do invisível exército do inferno, Cristo fundou a Sua igreja sobre a Rocha viva. A Rocha é o próprio Jesus – Seu corpo -, quebrantado e ferido por nós. Contra a igreja edificada sobre este fundamento, não prevalecerão as portas do inferno.

A igreja parecia tão fraca quando Cristo proferiu essas palavras! Havia apenas um punhado de crentes, contra os quais se dirigiria todo o poder dos demônios e das pessoas más. No entanto, os seguidores de Cristo não deveriam temer. Edificados sobre a Rocha de sua fortaleza, não poderiam ser vencidos.

Durante seis mil anos, a fé tem sido edificada sobre Cristo. Por seis mil anos, as inundações e tempestades da ira satânica têm batido de encontro à Rocha de nossa salvação; ela, porém, permanece inabalável.

Pedro expressara a verdade que é o fundamento da fé mantida pela igreja, e Jesus o honrou então como o representante de todo o corpo de crentes. Disse: “Dar-te-ei as chaves do reino dos Céus; o que ligares na Terra terá sido ligado nos Céus; e o que desligares na Terra terá sido desligado nos Céus” (Mateus 16:19).

“As chaves do reino dos Céus” são as palavras de Cristo. Todas as palavras da Santa Escritura são dEle e acham-se aqui incluídas. Essas palavras têm poder para abrir e fechar os Céus. Declaram as condições sob as quais as pessoas são recebidas ou rejeitadas. Assim, a obra dos que pregam a Palavra de Deus é um cheiro de vida para vida ou de morte para morte. Sua missão está repleta de resultados eternos. O Desejado de Todas as Nações, págs. 412 a 414.

Publicado em 2017 - A Caminho do Lar, Ellen White, Meditação Matinal | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Sem rival

Meditação Matinal de Ellen White – A Caminho do Lar, 2017.

10 de janeiro – Pág. 25 – Sem rival

Os Teus testemunhos são o meu prazer, são os meus conselheiros. Salmos 119:24

Nenhum outro estudo enobrecerá cada pensamento, sentimento e aspiração como o estudo das Escrituras. Essa Sagrada Palavra é a vontade de Deus a nós revelada. Nela, podemos descobrir o que Deus espera dos seres formados à Sua imagem. Nela, podemos aprender como aperfeiçoar a vida presente e como assegurar a vida futura. Nenhum outro livro pode satisfazer as indagações da mente e os anseios do coração. Ao obter o conhecimento da Palavra de Deus e dar ouvidos a ela, os seres humanos erguem-se da mais profunda ignorância e degradação para se tornarem filhos de Deus, companheiros de anjos sem pecado.

O claro conceito do que Deus é e do que Ele requer que sejamos nos dará outra visão do ser humano. Aquele que estuda corretamente a Palavra Sagrada aprenderá que o intelecto humano não é onipotente; que, sem o auxílio que ninguém senão Deus pode dar, a força e a sabedoria humanas não passam de fraqueza e ignorância.

Como poderoso meio de educação, a Bíblia não tem rival. Nada comunicará mais vigor a todas as faculdades do que os estudantes se aplicarem a compreender as maravilhosas verdades da revelação. A mente se adapta, de forma gradual, aos assuntos sobre os quais se lhe permite demorar. Se apenas se ocupa com assuntos comuns, excluindo temas importantes e elevados, vai se tornar medíocre e enfraquecida. Se nunca for solicitada a lidar com problemas difíceis ou obrigada a compreender verdades importantes, a mente perderá, depois de algum tempo, a capacidade de se desenvolver.

A Bíblia é a mais vasta e mais instrutiva história que os seres humanos possuem. Ela veio pura da fonte da verdade eterna, e uma divina mão preservou sua pureza ao longo dos séculos. Seus brilhantes raios penetram o mais distante passado, onde a pesquisa humana tenta, em vão, chegar. Só na Palavra de Deus encontramos um relato autêntico da criação. Nela contemplamos o poder que lançou os fundamentos da Terra e estendeu os céus. Somente aí podemos encontrar a história humana, não contaminada pelo preconceito ou pelo orgulho.

Na Palavra de Deus, a mente encontra assunto para a mais profunda reflexão, a mais sublime aspiração. Por meio dela, podemos não só manter comunhão com patriarcas e profetas, mas ouvir a voz do Eterno falando com as pessoas. Ali contemplamos a majestade do Céu. Testemunhos Para a Igreja, vol. 5, págs. 24 e 25.

Publicado em 2017 - A Caminho do Lar, Ellen White, Meditação Matinal | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Energia criadora

Meditação Matinal de Ellen White – A Caminho do Lar, 2017.

11 de janeiro – Pág. 26 – Energia criadora

Os céus por Sua palavra se fizeram, e, pelo sopro de Sua boca, o exército deles. Salmos 33:6

A energia criadora que trouxe os mundos à existência está na Palavra de Deus. Essa Palavra comunica poder e gera vida. Cada ordenança é uma promessa. Quando é aceita voluntariamente e recebida no coração, traz consigo a vida do Ser infinito. Transforma a natureza e restaura o ser humano à imagem de Deus.

A vida assim comunicada é mantida de maneira idêntica. As pessoas viverão “de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mateus 4:4, ARC).

A mente e a alma são constituídas por aquilo de que se alimentam. Fica sob nossa responsabilidade decidir com que se alimentarão. Está dentro das possibilidades de qualquer pessoa escolher os assuntos que ocuparão seus pensamentos e moldarão seu caráter. Em relação a todo ser humano privilegiado pelo acesso às Escrituras, Deus diz: “Eu lhes escrevi todos os ensinos da Minha lei”. “Clame a Mim e Eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não sabe” (Oseias 8:12; Jeremias 33:3, NVI). […]

A Palavra de Deus, da mesma forma que o caráter de seu Autor, apresenta mistérios que jamais poderão ser compreendidos amplamente por seres finitos. Porém, Deus concedeu nas Escrituras evidências suficientes da autoridade divina delas. A própria existência de Deus, Seu caráter e a veracidade de Sua Palavra são estabelecidos por testemunhos que falam à nossa razão; e esses testemunhos são abundantes. Realmente Ele não removeu a possibilidade da dúvida; a fé precisa se firmar sobre a evidência e não sobre a demonstração. Os que desejam duvidar terão oportunidade para isso; porém, aqueles que desejam conhecer a verdade encontrarão terreno amplo para a fé.

Não temos motivos para duvidar da Palavra de Deus por não podermos compreender os mistérios de sua providência. Na natureza, estamos constantemente rodeados de maravilhas que estão além de nossa compreensão. Não deveríamos, então, ficar surpresos ao encontrar também no mundo espiritual mistérios que não podemos sondar? A dificuldade está unicamente nas limitações da mente humana.

Os mistérios da Bíblia, longe de ser um argumento contra ela, estão entre as maiores evidências de sua inspiração divina. Educação, págs. 126, 127, 169 e 170.

Publicado em 2017 - A Caminho do Lar, Ellen White, Meditação Matinal | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário