Primeira Promessa de Redenção

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959.

10 de março – Pág. 75 – Primeira Promessa de Redenção

E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. Gênesis 3:15.

Para o homem, a primeira indicação de redenção foi dada na sentença pronunciada sobre Satanás, no jardim. Declarou o Senhor: “Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gênesis 3:15). Esta sentença, proferida aos ouvidos de nossos primeiros pais, foi para eles uma promessa. Ao mesmo tempo em que predizia guerra entre o homem e Satanás, declarava que o poder do grande adversário finalmente seria quebrado. […]

Afirmou-se a Adão e sua companheira que, apesar de seu grande pecado, não seriam eles abandonados ao domínio de Satanás. O Filho de Deus Se oferecera, para expiar, com Sua própria vida, a transgressão deles. Um período de graça lhes seria concedido e, mediante o arrependimento e a fé em Cristo, poderiam de novo tornar-se filhos de Deus. Patriarcas e Profetas, págs. 65 e 66.

No momento em que o homem se rendeu à tentação de Satanás, e fez precisamente o que Deus lhe dissera para não fazer, Cristo – o Filho de Deus – esteve de pé entre os mortos e os vivos (Números 16:48), dizendo: “Caia sobre Mim a penalidade. Ficarei em lugar do homem. Ele terá outra oportunidade”. Comentário Bíblico Adventista, vol. 1, pág. 1193.

Logo que surgiu o pecado, surgiu um Salvador. Cristo sabia que teria de sofrer, contudo Se tornou substituto do homem. Assim que Adão pecou, o Filho de Deus ofereceu-Se como penhor em favor da humanidade, com tanta espontaneidade para desviar a condenação pronunciada sobre o culpado, como quando morreu na cruz do Calvário.

Se bem que a obscuridade e as trevas descessem, como o manto da morte, sobre o futuro, contudo na promessa do Redentor, a Estrela da esperança iluminava o negro porvir. O evangelho fora por Cristo pregado primeiramente a Adão. Adão e Eva sentiram profunda dor e arrependimento pela sua culpa. Creram na preciosa promessa de Deus, e foram salvos da completa ruína. Comentário Bíblico Adventista, vol. 1, pág. 1193.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1959 - A Fé Pela Qual Eu Vivo, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s