O poder da oração secreta

Meditação Matinal de Ellen White – A Caminho do Lar, 2017.

19 de maio – Pág. 160 – O poder da oração secreta

Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. Mateus 6:6

Tenha um lugar para a oração particular. Jesus tinha lugares especiais para comunhão com Deus, e o mesmo devemos fazer. Precisamos retirar-nos frequentemente para algum canto, por humilde que seja, onde nos possamos encontrar a sós com Deus.

“Orarás a teu Pai, que está em secreto”. Podemos, em nome de Jesus, chegar à presença de Deus com confiança infantil. Indivíduo algum precisa servir de mediador. Mediante Jesus, é-nos dado abrir o coração a Deus como a alguém que nos conhece e ama.

No lugar secreto de oração, onde nenhum olho senão o de Deus nos pode ver, ouvido algum senão o Seu pode escutar, é-nos dado exprimir nossos mais íntimos desejos e anelos ao Pai de infinita piedade. No sossego e silêncio da alma, aquela voz que jamais deixa de responder ao clamor da necessidade humana falará ao nosso coração. […]

Aqueles que buscam ao Senhor em segredo, contando-Lhe suas necessidades e pedindo auxílio, não rogarão em vão. “Teu Pai, que vê em secreto, te recompensará”. À medida que fizermos de Cristo nosso companheiro diário, sentiremos que as forças de um mundo invisível estão todas ao nosso redor; e, pelo contemplar a Jesus, seremos transformados à Sua imagem. Somos transformados pela contemplação. O caráter é abrandado, refinado e enobrecido para o reino celestial. O resultado seguro de nosso trato e convívio com nosso Senhor será o acréscimo de piedade, de pureza e fervor. Haverá progressiva inteligência na oração. Recebemos assim uma educação divina, o que é ilustrado por uma vida de diligência e zelo.

A alma que se volve para Deus em busca de auxílio, de apoio e de poder, mediante diária e fervorosa oração, terá aspirações nobres, percepções claras da verdade e do dever, altos propósitos de ação, e uma contínua fome e sede de justiça. Mantendo comunhão com Deus, seremos habilitados a difundir para os outros, pelo nosso convívio com eles, a luz, a paz e a serenidade que reinam em nosso coração. A força obtida na oração a Deus, unida ao esforço perseverante no exercitar a mente na reflexão e no cuidado, prepara a pessoa para os deveres diários e mantém o espírito em paz em todas as circunstâncias. O Maior Discurso de Cristo, págs. 84 e 85.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 2017 - A Caminho do Lar, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.