Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Profecia e as Escrituras – 27 de maio a 3 de junho

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Profecia e as Escrituras – 27 de maio a 3 de junho

Estamos diante de uma extraordinária Lição. Maravilhosa Lição! Em 2Pedro 1:19, o apóstolo escreveu isso: “Temos, assim, tanto mais confirmada a palavra profética, e fazeis bem em atendê-la, como a uma candeia que brilha em lugar tenebroso, até que o dia clareie e [a Estrela da manhã] a Estrela da alva nasça em vosso coração”.

No último capítulo da Bíblia, João registrou as seguintes palavras de Jesus: “Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a brilhante Estrela da manhã” (Apocalipse 22:16).

Se a candeia brilha, imagine o dia claro! Imagine a estrela da alva!!!

Irmãos, dou graças a Deus por Ele ter oportunizado à Sua igreja esse especial estudo. É muito proveitoso fazer algumas considerações sobre a “palavra profética”, sobre profecia, sobre Deus revelar o Seu Plano para a nossa salvação, sobre a Bíblia. A propósito, o que seria de nós se não tivéssemos as Escrituras Sagradas? O que seria da humanidade se nada soubéssemos do passado, e nada compreendêssemos do presente, e não nos fosse dada nenhuma esperança quanto ao futuro? O que seria de nós se não nos fossem revelados os assuntos do grande conflito entre Cristo e Satanás? Viveríamos de que jeito? O que seria de nós se nada soubéssemos sobre o Plano da Redenção?

Como vocês sabem, o telescópio não cria estrelas. O telescópio não faz surgir novas estrelas. Seu papel, em vez de criar, é nos fazer enxergar melhor as estrelas que já existem. O telescópio nos concede uma melhor visão das estrelas que sempre estiveram em seus exatos lugares no Universo.

A Bíblia não nos salva. A Bíblia não nos concede vida eterna. Mas ela mostra que precisamos de salvação e mostra o Salvador. Ela mostra que somos finitos, e indica Aquele que concede eternidade.

A Bíblia nos mostra Jesus. E, através do estudo da Bíblia, temos uma melhor percepção da maravilhosa pessoa e da magnífica obra de Jesus. As Sagradas Escrituras declaram quem é Jesus!

A candeia que brilha é a Bíblia. Com ela, atravessamos a noite escura. E ela nos leva até o dia claro. Então, vemos a Estrela da manhã. Vemos Jesus.

Pedro, entendendo que o fim de sua vida estava próximo, ao escrever as suas duas Cartas, deixou claro para os membros da igreja que o inimigo havia infiltrado em seu meio alguns falsos ensinadores – falsos mestres – falsos pastores. Eles, com suas falsas interpretações, os afastariam da verdadeira piedade e do zelo pela obra de Deus. Então, de forma clara, o apóstolo exalta a importância da Bíblia – a importância da leitura da Bíblia – a importância de obedecer ao que a Bíblia revela. “Fazeis bem em atendê-la”.

Irmãos, é sobre isso que faremos nossas considerações nesta nova semana. E, entendendo ser proveitoso, indicamos que todos façam a leitura de uma só vez de 2Pedro 1:10-21.

(28/05) – Domingo – Jesus no Antigo Testamento. Em 1Pedro 1:10 a 12, está escrito: “Foi a respeito desta salvação que os profetas indagaram e inquiriram, os quais profetizaram acerca da graça a vós outros destinada, investigando, atentamente, qual a ocasião ou quais as circunstâncias oportunas, indicadas pelo Espírito de Cristo, que neles estava, ao dar de antemão testemunho sobre os sofrimentos referentes a Cristo e sobre as glórias que os seguiriam. A eles foi revelado que, não para si mesmos, mas para vós outros, ministravam as coisas que, agora, vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do Céu, vos pregaram o evangelho, coisas essas que anjos anelam perscrutar”.

A revelação é progressiva. Os tempos vão passando, mais revelações são dadas, e mais compreensão vai se tendo dos assuntos. O fato de receberem o dom profético não significava que os profetas recebiam o pleno conhecimento de tudo o que escreviam. Por isso, Pedro disse que eles “indagavam”, “inquiriam”, “investigavam”, “procuravam saber” a respeito da obra do Messias vindouro. Está escrito que até os anjos eram intensamente interessados nos assuntos relacionados com o ministério de Jesus! Até os anjos queriam saber mais!

Nesse sentido, a geração que presenciou o ministério de Jesus e a que configurava o início da igreja cristã era formada por “privilegiados”. No caso de Pedro, e talvez de alguns poucos membros da igreja, eles conheceram a pessoa de Jesus. Os demais conheciam pessoas que O conheceram. Ficaram sabendo de Jesus por diversas fontes. Ouviram o testemunho daqueles que foram beneficiados por milagres diretamente realizados pelas mãos e pela voz de Jesus.

Assim, o apóstolo forma na mente de seus leitores a seguinte ideia: Lendo o que foi revelado no Velho Testamento, juntando todas peças do quebra-cabeça profético, concluímos com absoluta certeza que Jesus é o Salvador prometido. Está claro que em Jesus foram cumpridas todas as situações indicadas em relação a obra do Messias prometido. As obras de Jesus testemunhavam que Ele era o Enviado de Deus, vindo diretamente do Céu.

Irmãos, de igual forma, nós também somos privilegiados. Aliás, hoje somos muito mais privilegiados ainda. Temos o Velho e também o Novo Testamento. Temos a Bíblia completa em nossas mãos. Temos a Bíblia no celular!

Além disso, dando continuidade a Reforma, Deus nos concedeu os Testemunhos do Espírito de Profecia. É um privilégio atrás do outro!

A questão, portanto, é: Estamos com a candeia em nossas mãos. Mas, e com a Estrela da manhã? Temos relacionamento com a Bíblia. Mas, como vai a nossa experiência pessoal com Jesus?

(29/05) – Segunda – Testemunhas oculares da majestade. Todos sabiam que Pedro havia sido um dos discípulos de Jesus. Nessa ocasião, os Evangelhos já circulavam entre eles. Sabiam das histórias de Pedro com Jesus. Mas uma delas é motivo de destaque por parte do apóstolo. Pedro reafirma que esteve com Jesus no que é chamado de “transfiguração”. Pedro testemunhou com os seus próprios olhos a majestade de Jesus. Viu a divindade irromper. Viu a glória de seu Senhor. Ouviu a voz do Pai. Ouviu Deus dizendo que Jesus era o Seu Filho amado.

No entanto, Pedro faz um adicional. (E isso é importante para nós, irmãos!). Pedro não queria que a igreja aceitasse que Jesus era o Salvador só porque ele dizia ter presenciado a transfiguração. Eles deviam entender e aceitar que a Bíblia, a autorizada Palavra de Deus aos homens, ela descrevia que Jesus era o Salvador divino. A candeia que brilha é a Bíblia, não Pedro! A “Palavra profética” é a Bíblia! A vida de Jesus cumpriu o que bem descrevia a Palavra profética!

Irmãos, as Escrituras Sagradas são a fonte de orientação e autoridade para o cristão. Sejamos incentivadores da leitura bíblica. Falemos para a igreja e para os nossos amigos que eles devem abrir e estudar a Palavra de Deus.

“Na atualidade, quando todo elemento concebível está sendo usado para confundir o povo de Deus, fortaleça-se vossa visão espiritual; seja firme vossa fé na Palavra de Deus. Sabei por vós mesmos que as palavras e ensinamentos de Cristo, os quais são as palavras e ensinamentos de Jeová, contêm a mais alta instrução que ao homem é possível alcançar” (Para Conhecê-Lo, pág. 188 – Meditação Matinal de 01/07/1965).

(30/05) – Terça – A Estrela da alva em nosso coração. Vou citar duas situações. A primeira, entre Jesus e alguns judeus, que se diziam hábeis leitores da Palavra de Deus. Disse Jesus para eles: “Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de Mim. Contudo, não quereis vir a Mim para terdes vida” (João 5:39 e 40).

Estavam nas trevas. A Luz estava diante deles. Idealizavam um messias. O Messias estava diante deles. Almejavam a vida eterna. A Vida eterna estava diante deles. E o que fizeram? Diziam estar com a “candeia” na mão, mas não deixaram a “Estrela da alva” iluminar o coração deles!

A segunda situação é esta: “[No domingo da ressurreição, dois seguidores de Jesus] estavam de caminho para uma aldeia chamada Emaús, distante de Jerusalém sessenta estádios. E iam conversando a respeito de todas as coisas sucedidas. Aconteceu que, enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus Se aproximou e ia com eles. Os seus olhos, porém, estavam como que impedidos de O reconhecer. Então, lhes perguntou Jesus: ‘Que é isso que vos preocupa e de que ides tratando à medida que caminhais?’ E eles pararam entristecidos. Um, porém, chamado Cleopas, respondeu, dizendo: ‘És o único, porventura, que, tendo estado em Jerusalém, ignoras as ocorrências destes últimos dias?’ Ele lhes perguntou: ‘Quais?’ E explicaram: ‘O que aconteceu a Jesus, o Nazareno, que era varão Profeta, poderoso em obras e palavras, diante de Deus e de todo o povo, e como os principais sacerdotes e as nossas autoridades O entregaram para ser condenado à morte e O crucificaram. Ora, nós esperávamos que fosse Ele quem havia de redimir a Israel; mas, depois de tudo isto, é já este o terceiro dia desde que tais coisas sucederam. É verdade também que algumas mulheres, das que conosco estavam, nos surpreenderam, tendo ido de madrugada ao túmulo; e, não achando o corpo de Jesus, voltaram dizendo terem tido uma visão de anjos, os quais afirmam que Ele vive. De fato, alguns dos nossos foram ao sepulcro e verificaram a exatidão do que disseram as mulheres; mas não O viram’. Então, lhes disse Jesus: ‘Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura, não convinha que o Cristo padecesse e entrasse na Sua glória?’ E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a Seu respeito constava em todas as Escrituras” (Lucas 24:13 a 27).

Notaram? Aqui não está sendo falado de qualquer judeu, mas de seguidores de Jesus. E mesmo para estes, Jesus disse: “Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram!

Irmãos, esses exemplos demonstram que Deus nos concedeu Sua Palavra para que nela encontrássemos a Jesus Cristo, de forma a reconhece-Lo como o nosso Salvador. Nas palavras de Pedro, a igreja é incentivada a “bem em atendê-la, como a uma candeia que brilha em lugar tenebroso, até que o dia clareie e [a Estrela da manhã] a Estrela da alva nasça em vosso coração” (2Pedro 1:19).

Leia a Bíblia de modo a permitir que Jesus assuma o domínio de sua vida. Permita que Ele transforme a sua vida. Deixe Ele ser o seu Senhor e o seu Salvador.

(31/05) – Quarta – Palavra profética confirmada. Pedro afirmou: “Não vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo seguindo fábulas engenhosamente inventadas”. E continuou: “Nenhuma profecia da Escritura provém de particular elucidação; … nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens santos falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo” (2Pedro 1:16, 20 e 21).

“Deus confiou o preparo de Sua Palavra divinamente inspirada ao homem finito. Esta Palavra, arranjada em livros — o Antigo e o Novo Testamentos — é o guia para os habitantes de um mundo caído, a eles legado para que, mediante o estudar as direções e obedecer-lhes, alma alguma perdesse o caminho do Céu. […]

Os escritores da Bíblia tiveram de exprimir suas ideias em linguagem humana. Ela foi escrita por seres humanos. Esses homens foram inspirados pelo Espírito Santo. […]

A Bíblia foi escrita por homens inspirados, mas não é a maneira de pensar e exprimir-se de Deus. Esta é da humanidade. Deus, como escritor, não Se acha representado. Os homens dirão muitas vezes que tal expressão não é própria de Deus. Ele, porém, não Se pôs à prova na Bíblia em palavras, em lógica, em retórica. Os escritores da Bíblia foram os instrumentos de Deus, não Sua pena. […]

Não são as palavras da Bíblia que são inspiradas, mas os homens é que o foram. A inspiração não atua nas palavras do homem ou em suas expressões, mas no próprio homem que, sob a influência do Espírito Santo, é possuído de pensamentos. As palavras, porém, recebem o cunho da mente individual” (Mensagens Escolhidas, vol. 1, págs. 16, 19 e 21).

“O tema da redenção é tema que os próprios anjos desejam penetrar; será a ciência e o cântico dos remidos através dos séculos da eternidade. Não é ele digno de atenta consideração e estudo agora? A infinita misericórdia e amor de Jesus, o sacrifício feito por Ele em nosso favor, demandam a mais séria e solene reflexão. Devemos demorar o pensamento no caráter de nosso amado Redentor e Intercessor. Devemos meditar na missão dAquele que veio salvar Seu povo, dos seus pecados. Ao contemplarmos assim os temas celestiais, nossa fé e amor se fortalecerão, e nossas orações serão cada vez mais aceitáveis a Deus, porque a elas se misturarão cada vez mais a fé e o amor. Serão inteligentes e fervorosas. Haverá mais constante confiança em Jesus, e uma diária e viva experiência em Seu poder de salvar perfeitamente a todos os que por Ele se chegam a Deus” (Caminho a Cristo, cap. 10 – “O Deus que eu conheço”).

(01/06) – Quinta – conclusão – A Palavra em nossa vida.

“Vi então que Deus sabia que Satanás experimentaria todo o artifício para destruir o homem; portanto fez com que Sua Palavra fosse escrita, e esclareceu de tal maneira os Seus propósitos com relação à raça humana que nem o mais fraco precisa errar. Depois de haver dado Sua Palavra ao homem, preservou-a cuidadosamente da destruição por Satanás e seus anjos, ou por qualquer de seus agentes ou representantes. Conquanto outros livros pudessem ser destruídos, este deveria ser imortal. E, próximo do fim do tempo, quando aumentassem os embustes de Satanás, deveria ser multiplicado de tal maneira que todos os que o quisessem poderiam ter dele um exemplar, e poderiam, assim desejando, armar-se contra os enganos e prodígios de mentira de Satanás.

Vi que Deus havia de uma maneira especial guardado a Bíblia, ainda quando da mesma existiam poucos exemplares; e homens doutos nalguns casos mudaram as palavras, achando que a estavam tornando mais compreensível, quando na realidade estavam mistificando aquilo que era claro, fazendo-a apoiar suas estabelecidas opiniões, que eram determinadas pela tradição. Vi, porém, que a Palavra de Deus, como um todo, é uma cadeia perfeita, prendendo-se uma parte à outra, e explicando-se mutuamente. Os verdadeiros inquiridores da verdade não devem errar; pois não somente é a Palavra de Deus clara e simples ao explanar o caminho da vida, mas o Espírito Santo é dado como guia na compreensão do caminho da vida ali revelado” (Primeiros Escritos, págs. 220 e 221).

“Nada há mais apropriado para fortalecer o intelecto do que o estudo das Escrituras. Nenhum outro livro é tão poderoso para elevar os pensamentos, para dar vigor às faculdades, como as amplas e enobrecedoras verdades da Bíblia. Se a Palavra de Deus fosse estudada como devera ser, os homens teriam uma largueza de espírito, uma nobreza de caráter e firmeza de propósito que raro se veem nesses tempos” (Caminho a Cristo, cap. 10 – “O Deus que eu conheço”).

Fico por aqui. Desejo um ótimo estudo. Uma boa semana.

Deus nos abençoe.

Lembrem-se de ler a Meditação Matinal de hoje – basta clicar aqui.

Lição da Escola Sabatina 2017 – Comentário feito por Carlos Bitencourt

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em a lição da semana, Comentário da Lição da Escola Sabatina, Ligado na Videira e marcado , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 10 – Profecia e as Escrituras – 27 de maio a 3 de junho

  1. jani dos santos rossoni disse:

    maravilhoso comentario. obrigada a me fazer entener cada vez mais O caminho que me levará ao Cristo.
    Boa emana.
    Jani rossoni.

  2. david disse:

    Sou professor da Escola sabatina e sempre leio seus comentários. Muito Obrigado por esses anos que o senhor tem se dedicado a ajudar ao próximo. Sua recompensa o aguarda.

    • Louvado seja Deus, David, por tão preciosa oportunidade que Ele nos tem concedido. Temos a Sua Palavra em nossas mãos, bem como a preciosa metodologia de ensino da Lição da Escola Sabatina. Isso é precioso demais!
      Fico imaginando a alegria que aguarda a todos nós. Os anjos promoverão encontros na Canaã Celestial. Pessoas que contribuíram um com o outro durante a caminhada cristã. Pessoas que oram um pelo outro. Pessoas que nos orientaram nas escolas bíblicas.
      O irmão tem um ministério especial. Deus continue a orientá-lo. Cuide do rebanho do Senhor.
      Tenha um sábado feliz, juntamente com sua família e sua igreja local.

      Carlos Bitencourt
      Cascavel-Paraná

  3. Daniel Figueira disse:

    bom dia irmãos, desejo-vos a Paz do Senhor. escrevo-lhes pr dizer q ainda não recebi a lição nr. 11. normalmente me têm enviado antes do Sábado; esta semana não foi o caso; não sei o q está passando. saudações em Cristo Jesus.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s