Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 6 – O Livro de Jó

Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 6 – O Livro de Jó

Na Lição desta e das próximas semanas, estudaremos a respeito da visita dos amigos de Jó. Começaremos por Elifaz. Um amigo querido. Boa pessoa. Bem intencionado. Maduro. No entanto, porque nada sabia da tal conversa entre Deus e Satanás a respeito de Jó, deixará sair de seus lábios um mundaréu de coisas que estavam em seu coração: uma teologia equivocada sobre a ação de Deus; conclusões humanas (na verdade, diabólicas) sobre o caráter e a natureza de Deus; e a famosa vontade de se colocar como advogado do Senhor, em vez de Sua testemunha.

No livro A Ciência do Bom Viver, no capítulo 10, Ellen White escreve sobre “Auxílio aos tentados”. Na página 163 encontramos as seguintes considerações:

“Muitos pensam que estão representando a justiça de Deus, ao passo que deixam inteiramente de Lhe representar a ternura e o grande amor. Muitas vezes aqueles a quem eles tratam com severidade e rispidez se acham sob o jugo da tentação. Satanás está lutando com essas pessoas, e palavras ásperas, destituídas de simpatia, desanimam-nas, fazendo-as cair presa do poder do tentador”.

Por fim, a senhora White arremata: “Delicada coisa é o trato com a mente dos homens”.

Bem, a Lição fala que “Elifaz jamais ganharia um prêmio por tato e solidariedade”. Diz que em sua tentativa de defender o caráter de Deus, expressa coisas banais e fora do contexto. Diz que, se ele tivesse escrito um livro, o primeiro capítulo seria “O que não dizer para um enlutado”.

Irmãos, nós não temos o direito de ser insensíveis. Nem mesmo em nome da “verdade” devemos ser cruéis. É verdade que não devemos chamar o mal de bem, mas também é verdade que em nome do bem não devemos praticar o mal.

Com isso em mente, jamais nos esqueçamos: na listinha de Satanás constava não somente “Jó” – o nome “Elifaz” também estava lá.

Então, “o que dizer”, “quando dizer”, e “como dizer” (se é que deva ser dito) – eis a questão!

“Pudesse ser erguido o véu que separa o mundo visível do invisível, e pudesse o povo de Deus contemplar o grande conflito que se trava entre Cristo e os santos anjos, e Satanás e suas forças malignas, acerca da redenção do homem; pudesse compreender a maravilhosa obra de Deus em favor da salvação de almas da escravidão do pecado e a constante operação de Seu poder para sua proteção da maldade do maligno, e estariam melhor preparados para resistir às armadilhas de Satanás. Sentiriam no espírito uma impressão solene em vista da vasta extensão e importância do plano da redenção e da grandeza da obra que se lhes depara, como colaboradores de Cristo. Sentir-se-iam humilhados, todavia animados, sabendo que todo o Céu se acha interessado em sua salvação” (Testemunhos Para a Igreja, vol. 5, pág. 467).

São muito carinhosas as palavras da Meditação Matinal de 08/01/1953. Dá vontade de fazer um quadro. Dá vontade de postar no facebook. Dá vontade de enviar para os amigos. Aceita ler? – clique aqui.

Outra palavra de boa instrução está na Meditação Matinal de 08/09/1965 – “Confiar em tempo de prova – clique aqui.

Para a leitura da Meditação Matinal desta semana, clique aqui.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em a lição da semana, Comentário da Lição da Escola Sabatina, Ligado na Videira e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Comentário da Lição da Escola Sabatina Ligado na Videira – Lição 6 – O Livro de Jó

  1. Firmino da Silva disse:

    Rica meditação.

  2. Deus em sua infinita graça tem preparados pessoas que tenha seu espirito, no tempo certo, no momento certo, este espirito, sem julgar,sem trazer sofrimento, e se comportando apenas como: testemunha de Deus de Deus, e não como advogado, surgirão e o evangelho será pregado.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s