Os Frutos da Justificação Pela Fé, de Morris Venden – O texto que não está presente, capítulo 16 (João 15)

O  TEXTO  QUE  NÃO  ESTÁ  PRESENTE
“______  ____________  ______ _________  ___ _________ ______ _________” (João 15: __).

Faltou-lhe algo em nosso estudo do processo de jardinagem e cultivo de frutos? Tem você consciência de algum texto ou conceito que, em sua opinião, deveria estar presente? Existe um aspecto popular de como o cultivo mantém paralelo com a vida cristã, e que está ausente nesta parábola de Jesus a respeito da vinha.

Você é capaz de adivinhar qual é? É o que tem a ver com as ervas daninhas! O que dizer da remoção destas? Não lhe parece que deveríamos ajudar neste projeto? Alguma vez você já procurou executar o trabalho de remover as ervas más em sua vida espiritual? Talvez um exame mais atento por que esse texto não está presente, ajudar-nos-á a compreender o trabalho dos ramos e o trabalho do agricultor.

Lembre-se que, ao iniciar este volume, nós mostramos que Deus é o Agricultor. As Escrituras muitas vezes falam de Deus sob esta analogia. Quem é, pois, que efetua a obra de remoção de ervas daninhas na plantação? Certamente não são as próprias plantas. Elas são completamente impotentes para realizar esse trabalho por si mesmas!

No mundo natural, esta questão é tão simples e óbvia, que é quase constrangedor mencioná-lo – mas, por certo, é o Agricultor quem elimina as ervas daninhas. Poderíamos haver incluído esta verdade ao estudarmos o processo de poda, sob o texto de João 15:2. Talvez a tesoura podadeira esteja tão próxima da enxada, quanto ela se apresenta na parábola da vinha.

Perceba quem efetua a poda – são os ramos, ou é o Agricultor? A resposta é óbvia.

Quantas e quantas vezes, porém, temos esquecido isso no mundo espiritual! É uma verdade muito simples, mas não a havemos compreendido em nossa própria vida. Quão fácil é, quando nos confrontamos com ervas daninhas e espinhos e cardos, que comecemos a preocupar-nos com eles, tentando assumir o nosso próprio processo de poda. Durante todo o tempo estaremos, na verdade, tentando realizar o impossível.

Da próxima vez em que você perceber as ervas daninhas em sua porção da vinha, lembre-se do texto que falta em João 15. Sua tarefa jamais será a de atacar os maus hábitos, ou faltas de caráter. Seu trabalho é prosseguir em ligação com a Videira e submeter-se à tesoura podadeira do Agricultor, o qual Se encarregará de cuidar das ervas daninhas, por tanto tempo quanto você prossiga permanecendo nEle.

Os Frutos da Justificação Pela Fé, de Morris Venden – O texto que não está presente, capítulo 16, páginas 101-102. Próximo capítulo – clique aqui.

Retorno ao índice – clique aqui.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em Morris Venden, Os Frutos da Justificação Pela Fé e marcado , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s