Se Jesus houvesse pecado, o que teria acontecido com Ele? (setembro/2010)

Se Jesus houvesse pecado, o que teria acontecido com Ele?

Essa pergunta, formulada de diferentes maneiras, é muito frequente. Sempre reluto em respondê-la, pois existe o risco de especular sobre fatos que desconhecemos.

É surpreendente que alguns levam suas especulações tão a sério que se tornam dogmáticos sobre elas. A humildade deveria ser a característica fundamental de qualquer pessoa que estuda a Bíblia.

Sobre essa pergunta, em particular, minha relutância se deve ao fato de que sabemos o que realmente aconteceu. Sabemos que Jesus não pecou (2Coríntios 5:21; Hebreus 4:15; 7:26). Isso já deveria ser o suficiente.

Mas os que estão interessados na questão insistem no assunto: Ele poderia ter pecado?

Se tivesse pecado, quais seriam as consequências do Seu pecado? Para não termos que tratar desse assunto outra vez, deixe-me fazer alguns comentários que podem – ou não – ser úteis para você.

1. Jesus e o pecado. Jesus poderia ter pecado? Minha resposta bastante direta é: Sim! Existe base bíblica para isso. Jesus era verdadeiramente humano e estava sujeito às mesmas tentações que enfrentamos, como também a outras que jamais teremos que enfrentar (Hebreus 4:15). Jesus lutava diariamente contra o pecado e era vitorioso sobre ele. Esse era um conflito real, não porque Jesus tivesse a natureza corrompida pelo pecado (Ele não a tinha), mas porque, como cada um de nós, Ele possuía livre arbítrio.

É isso que torna possível escolhermos estar do lado de Deus no conflito cósmico. Rebelar-se contra Deus significa rejeitar essa liberdade ou, mais especificamente, desprezá-la, escolhendo a morte.

O exemplo típico da possibilidade de Jesus pecar é Sua experiência no jardim do Getsêmani. Nessa ocasião, Sua vontade O incitava a preservar Sua vida, ao mesmo tempo em que Seu compromisso com o Pai para a salvação da humanidade impulsionava Jesus para o autossacrifício e morte (Mateus 26:39). O poder e a realidade dessa tentação é que ela implicava a possibilidade de Ele escolher não fazer a vontade de Deus. Não fosse assim, toda essa luta teria sido uma encenação teatral, um exercício de autoengano ou uma ilusão.

2. A singularidade de Jesus. O fato de Jesus ter vencido todas as tentações é incompreensível para nós porque somos todos pecadores. A impecabilidade de Jesus cria problemas teológicos para os que querem considerá-Lo muito semelhante a nós. É nesse ponto que Sua singularidade é manifestada com grande poder. Quer creiamos ou não – e eu, pessoalmente, creio –, Ele é diferente de todos nós! Ele nunca cometeu nenhuma forma de pecado, seja em atos ou pensamentos. Ele é o único e exclusivo ser humano que viveu sem pecado. É essa singularidade que leva as pessoas a perguntarem: E se Ele tivesse pecado? Parece que Sua impecabilidade provoca em nós algum desconforto. Mas não deveria ser assim, pois a vida sem pecado de Jesus é o pré-requisito para a expiação.

3. O futuro de Jesus. Podemos também afirmar que o futuro de Jesus e o nosso futuro são o mesmo, porque Ele venceu o mal e nos reconciliou com Seu Pai. Mas podemos afirmar que havia um futuro alternativo para Jesus, caso Ele houvesse pecado? É aqui que começam as especulações. Permita-me dizer isto da maneira mais franca possível: se Jesus houvesse falhado, o Deus que conhecemos não seria nosso Deus. Em outras palavras, do nosso ponto de vista, Ele deixaria de existir. A falha de Jesus significaria que Deus é incapaz de vencer as forças do mal e que Satanás tem poder suficiente para vencê-Lo e arruinar Seu plano de salvação. Consequentemente, Deus seria forçado a nos abandonar.

Como você pode ver, o risco de cair em especulações é muito alto. A derrota de nosso Deus no momento de Sua maior manifestação de poder na cruz de Cristo é algo que dificilmente podemos sequer imaginar, quanto mais levar a sério.

Uma vez que o Deus bíblico é, por definição, invencível, nossa pergunta permanece praticamente sem resposta.

Se a natureza humana do Filho de Deus houvesse falhado, o próprio Deus teria falhado. Mas Ele não falhou. Amém!

Angel Manuel Rodríguez,  Revista “Adventist World” – setembro de 2010.

Clique aqui para ver o comentário abaixo.

Para mais artigos de Angel Manuel Rodríguez, clique aqui.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em Angel Manuel Rodríguez e marcado , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Se Jesus houvesse pecado, o que teria acontecido com Ele? (setembro/2010)

  1. “Como portador do pecado, sacerdote e representante do homem perante Deus, Ele penetrou na vida da humanidade, assumindo nossa carne e sangue. […]

    Ele nasceu sem qualquer mancha de pecado, mas veio ao mundo do mesmo modo que a família humana. Não tinha mera semelhança de um corpo, mas tomou a natureza humana, participando da vida da humanidade. […]

    Jesus Cristo depôs o manto real, Sua régia coroa e revestiu Sua divindade com a humanidade, a fim de tornar-Se um substituto e penhor pelo gênero humano, para que, morrendo em forma humana, por Sua morte pudesse destruir aquele que tinha o poder da morte. Ele não poderia ter feito isso como Deus; mas, tornando-Se como o homem, Cristo podia morrer. […]

    Cristo viveu e morreu como homem […]”.

    Meditação Matinal Exaltai-O, pág. 346 (27/11/1992)
    https://ligadonavideira.wordpress.com/2012/12/01/nosso-misericordioso-e-fiel-sumo-sacerdote/
    __________________________________________
    “Para honra e glória de Deus, Seu Filho Amado – o Penhor, o Substituto – foi entregue e desceu para a prisão da sepultura. Ele ficou encerrado nas câmaras rochosas do túmulo novo. Se um único pecado tivesse manchado Seu caráter, a pedra nunca teria sido removida da porta de Sua câmara rochosa, e o mundo, com seu fardo de culpa teria perecido” (Ellen White, Manuscript Releases, vol. 10, pág. 385; citado na Lição da Escola Sabatina, 23/06/2013, Busque ao Senhor e Viva!).

  2. Elisabete disse:

    Muito bom o texto, irmão Ángel, inspirado por Deus! Bastante esclarecedor.
    A impressão que tenho é que quem faz esse tipo de pergunta está testando seu interlocutor, deixando-se levar por divagações, dúvidas e falta de fé, ingredientes perfeitos para a apostasia.

  3. Osana Ventura disse:

    Somos pecadores e muitas veze fazemos especulações, poi desejamos arrumar Desculpas para nossos pecados, mas o importante é que Cristo morreu por nós para nos salvar, passou por tudo que passamos nos mostrou o caminho para a vida eterna e creio hoje, que serei salva para honra e glória do meu Salvador.

  4. Paulo Bonini disse:

    Eu discordo num ponto onde se diz que “Deus deixaria de existir” , acredito que Deus é eterno e poderoso a ponto de continuar existindo,mas abriria uma condição no universo de instabilidade pois Deus teria criado algo que estaria comprovado que nem ele teria controle e poder sobre aquilo.colaria DEus ,não mais como onipotente, e se ele usasse do seu poder para extrair esta condição (pois a única alternativa)destruindo todos os pecadores(anjos caidos também),seria muito grave a situação de Deus deixando de ser um Deus de amor, pois ele teria criado o mal(pecado) do qual ele mesmo não teria o controle.As criaturas passariam a ter medo, reduzindo o amor no universo e a insegurança das criaturas quanto ao carater de Deus e das coisas criadas,abrindo inimaginaveis possibilidades.
    É uma questão muito filosófica, pois é algo que não aconteceu e por conta de nossa natureza tão pobre no conhecimento do Deus eterno ,ser difícil afirmar isto ou aquilo, pois fato é que a demonstração de onipotência de Deus é muito visível e o fato de Jesus ter cumprido seu papel não abre especulações para mais nada.

    • Paulo,
      Entendi tanto você quanto o autor do artigo. Em comum o fato de que o pecado é realmente algo danoso. Precisa ser eliminado.
      Agradecemos por navegar e registrar o seu comentário.
      Deus o abençoe.

      Carlos Bitencourt
      Cascavel-Paraná

  5. Joao Massuerire Gê disse:

    Gostei imenso pesso que Deus nos ajude mais e tambem compreender esses tais comentarios biblicos.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s