Que Tratamento Jesus Dispensava a Maria? – João 2:4

“Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho Eu contigo? Ainda não é chegada a Minha hora”.

Do relato das bodas em Caná da Galileia, o verso 4 tem preocupado sobremaneira os comentaristas e os leitores da Bíblia, porque muitos concluem que a resposta de Cristo ao pedido de Maria não era cortês.

Os estudiosos da Palavra de Deus são quase unânimes em declarar que um dos nubentes era parente de Maria, devido ao seu procedimento em preocupar-se com a falta de vinho e também ao transmitir ordens aos criados.

Outros, familiarizados com os costumes dos judeus, nos informam que a provisão de vinho para a festa devia ser um presente dos convidados, especialmente dos familiares (Mario Veloso, Comentário do Evangelho de João, pág. 73).

Como Cristo não havia trazido um presente, Maria achou que era seu dever ajudar naquela emergência.

João 2:4, em “que tenho Eu contigo?“, traduzido literalmente, é: “O que para ti e para Mim?”; e, em “ainda não é chegada a Minha hora“, é: “Ainda não tem vindo a Minha hora”. Estas duas afirmações têm levado os comentaristas a apresentarem muitas sugestões visando equacioná-las de conformidade com as diretrizes divinas.

Para os protestantes a resposta de Cristo à sua mãe é um subsídio valioso para combater a mariolatria. O tratamento de “mulher” tem levado a muitos a afirmarem que Cristo não tinha Sua mãe em tão grande conceito como defende a igreja de Roma. João 19:26 e o procedimento de Cristo em todas as circunstâncias nos levam a fazer a seguinte afirmação: Jamais deveria passar pela nossa mente que Jesus usasse a palavra mãe em sentido pejorativo ou que faltasse ao respeito para com Maria. O costume da época e a índole da língua hebraica nos esclarecem que “mulher” era um título respeitoso.

As seguintes autoridades neotestamentárias são esclarecedoras:

a) De acordo com Archibald Thomas Robertson (norte-americano, 1863-1934), em Gramática de Robertson, pág. 539, há nesta frase uma expressão idiomática, significando, coloquialmente, mais ou menos o seguinte: ‘Não se importe com esta questão, que ela não nos diz respeito’.

b) Adam Clarke (inglês, 1760-1832), comentando a declaração de Cristo, afirma: “Há aqui uma negação inesperada, como se Ele tivesse dito: Nós não somos empregados para providenciar as coisas necessárias para esta festa; este assunto pertence aos outros, que deveriam ter feito uma provisão adequada e suficiente para as pessoas que eles convidaram”.

c) Apesar da atitude de Cristo ser cortês, ela é firme, e inegavelmente encerra uma censura. Jesus não permitiria que de agora em diante seus familiares interferissem em Seu ministério. Não poderia ser tutelado por Maria desde que Sua missão era divina. As passagens de João 7:1 a 10, Marcos 3:33 a 35 e Lucas 2:49 nos mostram que Cristo não permitia que os familiares interviessem em Suas decisões.

Marvin Richardson Vincent (norte-americano, 1834-1922), sempre muito feliz em suas sínteses, declara: “Embora de forma gentil e afetuosa, Jesus rejeitou a interferência dela, tencionando dar solução ao problema à Sua própria maneira” (Word Studies in the New Testament, vol. 2, pág. 80).

d) A Bíblia de Jerusalém apresenta a seguinte nota a este verso: “Literalmente ‘Que tenho Eu e tu com isso?’, semitismo bem frequente no Antigo Testamento (Juízes 11:12; 2Samuel 16:10; 2Samuel 19:23; 1Reis 17:18; etc.) e no Novo Testamento (Mateus 8:29; Marcos 1:24; Marcos 5:7; Lucas 4:34; Lucas 8:28). É empregado para rejeitar uma intervenção que se julga inoportuna ou, então, para demonstrar a alguém que não se deseja relacionamento algum com ele. Somente o contexto poderá indicar a nuança exata. Aqui, Jesus objeta a Sua mãe que ‘Sua hora ainda não chegou'”.

Todo este comentário poderia ser sintetizado com esta frase: O nome “mulher” era um título respeitoso em hebraico.

Livro: Leia e Compreenda Melhor a Bíblia, de Pedro Apolinário.

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em Leia e Compreenda Melhor a Bíblia, Pedro Apolinário e marcado , , , . Guardar link permanente.

26 respostas para Que Tratamento Jesus Dispensava a Maria? – João 2:4

  1. Pingback: Prefácio de Leia e Compreenda Melhor a Bíblia, de Pedro Apolinário | Ligado na Videira

  2. Felipe disse:

    “Oque eu e você temos haver com isso mulher? Minha hora ainda não chegou”.

    Bastava alguém saber traduzir do grego para português. Se a tradução fosse essa mesma que você explicou Jesus não poderia jamais ser nem mesmo o messias, pois teria quebrado o mandamento que diz ” honre seu pai e sua mãe “.

    Curtir

    • Hélio disse:

      colega, como Jesus quebraria um mandamento se Ele não usou palavras que ferissem a honra de sua mãe e sim Ele apenas levantou um questionamento.
      “o que nós temos haver com isso mulher (título respeitoso) que Jesus utiliza”

      Curtir

  3. Eduardo disse:

    Essa frase quebra a imagem que os católicos tem de Maria como intercessora da humanidade. Quando Jesus diz isso, Ele corta o laço com Maria mãe, ao seu ministério. Isso provoca, que Jesus por ter respeito a Maria por ser sua mãe, não pode ela, decidir por Ele de como agir. Porém em forma de honrar o pai e mãe, Ele o faz… Porém deixa alertado, que a hora d’Ele não é agora.
    Isso deixa claro, que o único intercessor entre Deus e a humanidade é somente Cristo. O papel de Maria, já tinha terminado, no momento que Jesus passou ministrar a palavra. O texto é claro, a separação de Maria mãe a Maria seguidora onde não deve ela interferir no seu ministério.

    Curtir

    • Adam Benorel disse:

      A pergunta é: Mesmo você dizendo que Maria não tem nada a ver com o ministério de Jesus, seja honesto e responda, Jesus fez ou não fez o que Maria queria no final das contas?

      “Fazei tudo o que Ele vos disser”.

      Curtir

      • Adam Benorel disse:

        Isso mesmo ele dizendo que não era a hora dele…
        Ainda assim ele foi lá e fez. E ela, mesmo tendo recebido a negativa, vai lá e manda os servos fazerem tudo o que ele mandar. Tipo… Ele não havia dito que não era a hora dele? Por que então ela ainda foi lá e disse aos servos “fazei tudo o que ele vos disser”? Como que ela soubesse que no fim das contas ele iria fazer o que ela havia pedido… que de fato o fez.

        Curtir

      • Pr. Bueno disse:

        nenhum desses comentários autoriza Maria a ser intercessora pelos povos, e também de forma alguma fere o SENHORIO de JESUS. Maria continua sendo essa mulher de honra e respeito conforme Jesus a tratou, e JESUS continua sendo o SENHOR DOS SENHORES. veja a colocação de Maria: “FAZEI TUDO QUE ELE VOS DISSER”. e não o que eu vos disser. caros irmãos católicos, se respeitam tanto Maria, respeite então o pedido dela: “obedeçam as palavras de JESUS”

        Curtir

        • Maria disse:

          Bem esclarecida sua resposta, e para acrescentar tem também a palavra esta escrito em primeira Timóteo 2:5
          5 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem

          Curtir

      • Amigo ser honesto é não questionar Cristo, Deus sempre disse que atende o nosso pedido mas será sempre na hora que ele quiser, nunca, quando na nossa hora o mesmo aconteceu, com a dita sua mãe,que Crito disse que tenho eu contigo,mulher.

        Curtir

      • Neide Bento disse:

        já esta claro a resposta,fazei tudo que ELE disser,o que JESUS disser e não maria .

        Curtir

        • Maria disse:

          Maria intendeu que devemos obediência a Jesus, e entendeu que Ele é, o grande Eu Sou.
          Gente, a bíblia é clara, direta e objetiva, não intende quem não quer, não é cegueira, é vaidade pq quer fazer o que bem entende.

          Curtir

  4. Luiz Fabio Dias disse:

    Como as mulheres não tinham muito destaque naquela época e região, poucas se destacavam acaba nos suando estranho o tratamento, nos parece áspero. Na verdade era honroso mas firme. Também temos a questão da tradução que embora não seja tão difícil quanto o hebraico utilizado no antigo testamento, também é bem complicado. Era um grego bem simples e não é mais utilizado hoje, língua morta é o termo se não me falha a memória.

    Curtir

  5. Afrain batista disse:

    jesus disse, se pedir de ao Pai alguma coisa em meu nome, ele vos dará.

    Curtir

  6. NONATO FARIAS disse:

    JESUS FOI BEM CLARO : JOAO 14-VESICULO13 – TUDO QUE PEDIRDES AO PAI EM MEU NOME EU FAREI, E SO UMA QUESTAO DE LOGICA, A MAE ESTA FORA DESSE CONCEITO, NAO ADIANTA TENTAR MUDAR …

    Curtir

  7. Augusto Chagas disse:

    Jesus queria dizer mulher que tenho eu contigo? eu sou o Salvador, eu sou o Pão e a Água da vida, sou o que cura, que liberta, que trago da morte para a vida! Que tenho eu contigo? O compromisso de cumprir o projeto de resgate do homem é d’Ele. Ninguem chegará a eternidade e ao Pai se não for por Ele. Ele é a verdade absoluta! A verdade ensinada pela religião é relativa aos interesses dela e não tem compromisso com a verdade de Cristo.

    Curtir

  8. Reginaldo disse:

    Muito bom texto, clareia um pouco esse texto tão enigmático.

    Curtir

  9. Moisés Fernandes disse:

    Já passou pela cabeça dos que comentam aqui que Maria não tinha pensado na estratégia do milagre? Jesus, tal qual supôs Maria, não saiu às presas para a rua a comprar mais vinho. Ora, a maneira humana de se resolver aquela questão diverge da maneira divina; entre linhas podemos entender também: “Não farei à sua maneira, farei do meu modo e ao meu tempo.”; neste momento Maria entende a autoridade de Cristo e, humilde e imediatamente, submete-se a esta autoridade. O conflito dos fiéis da ICAR é a difícil compreensão de que Maria, apesar de ser sua mãe, Jesus a tem sobretudo como uma serva e jamais como uma mediadora/”concorrente” e que esta mereça algum tipo de veneração. Fica claro também essa condição quando nosso Senhor e Salvador Jesus censura a mulher que exclamou: “Bem-aventurado o ventre que te trouxe, e os peitos que te amamentaram!” (Lucas 11:27); nesta ocasião Jesus reprova a fala da mulher e a corrige: “Antes bem-aventurados aqueles que ouvem a palavra de Deus e a observam!”. A maneira como Jesus define Maria é um banho de água fria na cabeça dos católicos. A ICAR em nome da sua “Tradição” ao definir Maria erroneamente e intencionalmente como virgem, mediadora e estabelecer o “Marialis Cultus” força os irmãos católicos a irem “contra” o ensinamento do nosso Senhor Jesus Cristo. Desejo aos irmãos católicos que os ensinamentos de Cristo sejam superiores aos “desensinamentos” da Instituição ICAR.

    Curtir

  10. ALEX SANDER disse:

    NA MINHA OPINIÃO, TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO VÁLIDOS POIS NÃO FOGEM DOS TERMOS BÍBLICO..!!
    MAS PREFIRO FICAR BASEADO EM DEUTERONÔMIO 29:29..!
    DEUS ABENÇOE A TODOS..!

    Curtir

  11. Elisabete Hernandes Trovão disse:

    Jesus,estava em comunhão com Deus..aguardando a sua permissão de tudo naquela festa..Maria sua mãe, naquele momento não entendendo o mistério de Jesus, a interrompe!! DESVIA ENTÃO A ATENÇÃO DE JESUS que estava em mistério com o pai Deus todo poderoso..e logo o julga dizendo, que Jesus não havia levado nenhum presente aos convidados..não sabendo ela, que a hora não havia chegado..porque para tudo acontecer e jesus fazer, era conforme o merecimento dos mesmos com a autorização de Deua. Ali Jesus e Deus, os observavam o tempo todo..principalmente a fé de cada um..que dirá a de sua mãe Maria, de que, quem estava ali de convidado especial era ele, JESUS e DEUS, e que não deixariam faltar nada!! Ainda que os olhos não vissem..

    Curtir

  12. Sara Santos disse:

    Esse estudo é bem edificante! Deus continue abençoando, de fato, muitas pessoas achavam que esse uso mulher era desrespeito, mas mulher aí significa senhora. #JESUSLindo!!

    Curtir

  13. Andressa Rita da Silva disse:

    Que explicação esplêndida!
    Muito obrigada por tirar todas as minhas dúvidas e me acrescentar tanto conhecimento.

    Curtir

  14. ingrid da silva disse:

    jamais jesus deixara de ter todo o poder e que todo o controle em suas mãos, paro para observar a atitude ousada de maria onde mesmo jesus dizendo, não e chegada minha hora ela insiste ela confia e toma atitude e decisão de mandar os servos a fazer tudo o que ele mandar, passo importante onde a situação que ela se encontrava era necessário de milagre, nos mostra que ela conhecia jesus e sabia o que jesus podia fazer na condição de serva ela foi humilde confiou no mestre.

    Curtir

  15. Antonio Seleto disse:

    Neville Goddard diz que Jesus não se referia a “Maria” (pessoa), mas a todo aquele que foca sua atenção na falta, na escassez e no problema. Para Jesus, não há problema. Há abundância e tudo que o homem (e o filho do homem) deseja “está feito”.

    Curtir

  16. Mario vidal disse:

    Muito bom.

    Curtir

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.