Forças Para Hoje

Meditação Matinal de Ellen White – O Cuidado de Deus, 1995.

22 de junho – Pág. 162 – Forças Para Hoje

E farei passar essa terceira parte pelo fogo, e a purificarei, como se purifica a prata, e a provarei, como se prova o ouro; ela invocará o Meu nome, e Eu a ouvirei; direi: É Meu povo; e ela dirá: O Senhor é meu Deus. Zacarias 13:9.

Pela aflição o Senhor prova a força de Seus filhos. Está o coração forte bastante para suportar? Está a consciência livre de pecado? Testifica o Espírito com o nosso espírito de que somos filhos de Deus? Isto o Senhor verifica provando-nos. Na fornalha da aflição Ele nos purifica de toda a escória. Ele nos envia provações, não para nos causar dor desnecessária, mas para nos levar a olhar para Ele, para nos fortalecer a resistência, para ensinar-nos que, se não nos rebelarmos, mas pusermos nEle nossa confiança, veremos Sua salvação. …

O amor de Cristo por Seus filhos é tão forte quanto terno. É amor mais forte que a morte, pois Ele morreu por nós. É amor mais verdadeiro do que o de uma mãe por seus filhos. O amor de uma mãe pode mudar; o amor de Cristo, porém, é imutável. “Estou certo”, diz Paulo, “de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor!” (Romanos 8:38 e 39).

Em toda prova temos forte consolação. Não Se compadece nosso Salvador das nossas fraquezas? Não foi Ele tentado em todos os pontos, como nós o somos? E não nos convidou Ele a Lhe levarmos todas as nossas provas e perplexidades? Não nos tornemos, pois, infelizes por causa dos fardos de amanhã. Corajosa e valorosamente suportemos os fardos de hoje. Precisamos de confiança e fé hoje, sim. Não se nos pede, porém, que vivamos mais do que um dia por vez. Aquele que concede forças para hoje, dará forças para amanhã. …

Coisa alguma fere o espírito como os pontiagudos dardos da incredulidade. Quando vier a prova (como há de vir), não vos desanimeis nem vos queixeis. O silêncio do coração, torna mais distinta a voz de Deus. “Então, se alegram com a bonança” (Salmos 107:30). Lembrai-vos de que por baixo de vós estão os braços eternos. “Descansa no Senhor e espera nEle” (Salmos 37:7). Ele vos está guiando para o porto de uma experiência de misericórdia, e vos ordena: “Aquietai-vos e sabei que Eu sou Deus” (Salmos 46:10). Signs of the Times, 5 de novembro de 1902.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1995 - O Cuidado de Deus, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s