Depositar o Eu nas Mãos de Deus

Meditação Matinal de Ellen White – O Cuidado de Deus, 1995.

28 de outubro – Pág. 286 – Depositar o Eu nas Mãos de Deus

Aquilo que Meu Pai Me deu é maior do que tudo, e da mão do Pai ninguém pode arrebatar. João 10:29.

Devemos erguer nosso padrão sobre a questão da fé. Temos fé demasiado pequena. A Palavra de Deus é nosso apoio. Precisamos tomá-la e simplesmente crer em cada palavra. Com esta garantia podemos reivindicar grandes coisas e, de acordo com nossa fé, elas nos serão concedidas. … Se humilharmos o coração perante Deus, se buscarmos permanecer em Cristo, teremos uma experiência mais elevada, mas santa. …

A verdadeira fé consiste em fazer exatamente o que Deus ordenou, e não produzir o que Ele não indicou. Justiça, verdade, misericórdia são o fruto da fé. Precisamos andar à luz da lei de Deus; então as boas obras serão o fruto de nossa fé, e produto de um coração renovado cada dia. …

Não devemos, de modo algum, fazer do eu nosso deus. Deus entregou-Se a Si mesmo para morrer por nós, para poder purificar-nos de toda iniquidade. O Senhor levará avante esta obra de perfeição por nós, se permitirmos ser controlados por Ele. Empreendamos esta obra para nosso bem e para a glória de Seu próprio nome. …

A obra de justiça não pode ser realizada a menos que exerçamos fé implícita. Agi todo dia sob o poderoso poder operante de Deus. O fruto da justiça é tranqüilidade e segurança para sempre. Se tivéssemos exercido mais fé em Deus e confiado menos em nossas próprias idéias e sabedoria, Ele teria manifestado Seu poder nos corações humanos de uma forma destacada. Através da união com Ele, e do exercício de uma fé atuante, temos o privilégio de desfrutar a virtude e eficácia de Sua mediação. Somos então crucificados com Cristo, mortos com Cristo, ressuscitados com Cristo, para andar em novidade de vida com Ele.

Não devemos confiar-nos a nossas próprias mãos. Temos que depositar o eu nas mãos de Deus. … Nossa falta de fé é a razão de não termos presenciado mais do poder de Deus. Exercemos mais fé em nossas obras do que nas que Deus realiza por nós. Deus determina que se faça o possível para estarmos aptos a permanecer coração a coração, mente a mente, ombro a ombro. Esta falta de amor e confiança de uns para com os outros enfraquece nossa fé em Deus.

Precisamos orar, mais do que nunca, pelo batismo do Espírito Santo, pois se jamais houve um tempo em que precisamos desse batismo, é agora. Não há nada que o Senhor nos tem falado com mais frequência do que de Seu desejo em nos conceder esse batismo, e nada poderia glorificar mais a Seu nome do que essa concessão. Quando partilharmos esse Espírito, homens e mulheres nascerão de novo. … Pessoas outrora perdidas serão achadas e trazidas de volta. Carta 105, 1898.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1995 - O Cuidado de Deus, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s