Dar Fruto

Meditação Matinal de Ellen White – Exaltai-O, 1992.

17 de setembro – Pág. 275 – Dar Fruto

Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, … assim será a palavra que sair da Minha boca. Isaías 55:10 e 11.

Cristo procura reproduzir-Se no coração dos homens; e faz isto por intermédio daqueles que nEle creem. O objetivo da vida cristã é a frutificação – a reprodução do caráter de Cristo no crente, para que Se possa reproduzir em outros.

A planta não germina, não cresce, nem produz frutos para si mesma, mas para “dar semente ao semeador, e pão ao que come”. Igualmente ninguém deve viver para si mesmo. O cristão está no mundo como representante de Cristo para a salvação de outros.

Na vida que se centraliza no eu não pode haver crescimento nem frutificação. Se aceitaram a Cristo como Salvador pessoal, vocês devem esquecer de si próprios e procurar auxiliar a outros. Falem do amor de Cristo, contem de Sua bondade. Cumpram todo dever que se lhes apresenta. Levem sobre o coração o peso da salvação de pessoas, e tentem salvar os perdidos por todos os meios possíveis. Recebendo o Espírito de Cristo – o espírito do amor abnegado e do sacrifício por outrem – crescerão e produzirão fruto. As graças do Espírito amadurecerão em seu caráter. Sua fé aumentará; suas convicções aprofundar-se-ão, seu amor será mais perfeito. Mais e mais refletirão a semelhança de Cristo em tudo que é puro, nobre e amável.

“O fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio” (Gálatas 5:22). Este fruto jamais perecerá, antes produzirá uma colheita de sua espécie para a vida eterna.

“Quando já o fruto se mostra, mete-lhe logo a foice, porque está chegada a ceifa” (Marcos 4:29). Cristo aguarda com fremente desejo a manifestação de Si mesmo em Sua igreja. Quando o caráter de Cristo se reproduzir perfeitamente em Seu povo, então virá para reclamá-los como Seus.

Todo cristão tem o privilégio, não só de esperar a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, como também de apressá-la. Se todos os que professam Seu nome produzissem fruto para Sua glória, quão depressa não estaria o mundo todo semeado com a semente do evangelho! Rapidamente amadureceria a última grande seara e Cristo viria recolher o precioso grão. …

Como a planta enraíza-se no solo, devemos também arraigar-nos profundamente em Cristo. Como a planta recebe o sol, o orvalho e a chuva, também devemos abrir o coração ao Espírito Santo. A obra deve ser feita “não por força, nem por violência, mas pelo Meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos” (Zacarias 4:6). Parábolas de Jesus, págs. 67-69.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1992 - Exaltai-O, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s