Reinos Terrestres Diferentes

Meditação Matinal de Ellen White – Maravilhosa Graça de Deus, 1974.

6 de janeiro – Pág. 12 – Reinos Terrestres Diferentes

Disse mais: A que assemelharemos o reino de Deus? Ou com que parábola o apresentaremos? Marcos 4:30.

Cristo encontrou corrompidos os reinos do mundo. Depois de haver sido expulso do Céu, Satanás construiu aqui na Terra sua norma de rebelião, e procura por todos os meios ganhar os homens para essa norma. … Seu propósito era estabelecer um reino que fosse governado por suas próprias leis e promovido com os seus próprios recursos, independente de Deus; e tão bem-sucedido foi, que quando Cristo veio ao mundo para estabelecer um reino, examinou os governos dos homens, e disse: “A que assemelharemos o reino de Deus?” (Marcos 4:30). Nada havia na sociedade civil que Lhe permitisse uma comparação. …

Em marcante contraste com o erro e a opressão tão universalmente praticados, estavam a missão e a obra de Cristo. … Ele planejou um governo que não usasse a força; Seus súditos não conheceriam a opressão. Ele não viera como um feroz tirano, mas como o Filho do homem; não para conquistar as nações com férreo poder, mas “para pregar boas novas aos quebrantados”, para “curar os quebrantados de coração”; para “proclamar libertação aos cativos”; e para “pôr em liberdade os algemados”; para “consolar todos os que choram” (Isaías 61:1 e 2). Ele veio como o divino Restaurador, trazendo para a humanidade oprimida e espezinhada a rica e abundante graça do Céu, a fim de que pelo poder de Sua justiça o homem, caído e degradado como estava, pudesse participar da divindade. …

Cristo ensinou que Sua igreja é um reino espiritual. Ele mesmo, o “Príncipe da Paz” (Isaías 9:6), é a cabeça de Sua igreja. Em Sua humana pessoa, habitada pela divindade, estava representado o mundo. O grande fim de Sua missão era ser uma oferta pelo pecado do mundo, de modo que pelo derramamento do sangue, fosse feita expiação por toda a humanidade. Com o coração sempre tocado com o sentimento de nossas enfermidades, o ouvido sempre aberto ao clamor da humanidade sofredora, a mão sempre pronta para salvar o desencorajado e desesperado, Jesus, nosso Salvador, “andou fazendo o bem” (Atos 10:38).

E todos os que são membros do reino de Cristo, representá-Lo-ão no caráter e na disposição. Review and Herald, 18 de agosto de 1896.

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1974 – Maravilhosa Graça de Deus, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.