Filiação

Meditação Matinal de Ellen White – Maravilhosa Graça de Deus, 1974.

14 de fevereiro – Pág. 51 – Filiação

Mas, a todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no Seu nome. João 1:12.

Quando o pecado de Adão imergiu a raça em desesperançada miséria, Deus Se poderia haver separado dos seres caídos. Poderia havê-los tratado como os pecadores merecem. Poderia haver ordenado aos anjos celestes que derramassem sobre o mundo os cálices de Sua ira. Ter removido esta negra mancha de Seu Universo. Não o fez, no entanto. Em vez de os banir de Sua presença, aproximou-Se ainda mais da raça caída. Deu Seu Filho para se tornar osso de nossos ossos e carne de nossa carne. “O Verbo Se fez carne e habitou entre nós, … cheio de graça e de verdade” (João 1:14). Por Sua relação humana para com os homens, Cristo os atraiu bem achegados a Deus. Revestiu Sua natureza divina da vestidura humana, e demonstrou perante o universo celeste, perante os mundos não caídos, quanto Deus ama aos filhos dos homens.

O dom de Deus ao homem excede a toda estimativa. Não foi retida coisa alguma. Deus não permitiria que se dissesse que Ele poderia haver feito mais ou revelado à humanidade maior amor. No dom de Cristo, deu Ele todo o Céu. Manuscrito 21, 1900.

A filiação divina não é qualquer coisa que obtenhamos por nós mesmos. Unicamente aos que recebem Cristo como seu Salvador, é dado o poder de tornarem-se filhos e filhas de Deus. O pecador não pode, por nenhum poder a ele inerente, livrar-se do pecado. … Mas a promessa de filiação é feita a todos quantos “crêem no Seu nome” (João 1:12). Todo aquele que vai ter com Jesus em fé, receberá perdão. Review and Herald, 3 de setembro de 1903.

Deus ia ser manifesto em Cristo, “reconciliando consigo o mundo” (2Coríntios 5:19). O homem se tornara tão degradado pelo pecado que lhe era impossível, por si mesmo, andar em harmonia com Aquele cuja natureza é pureza e bondade. Mas Cristo, depois de ter remido o homem da condenação da lei, poderia comunicar força divina para se unir com o esforço humano. Assim, pelo arrependimento para com Deus e fé em Cristo, os caídos filhos de Adão poderiam mais uma vez tornar-se “filhos de Deus” (1João 3:2). Patriarcas e Profetas, pág. 64.

Quando uma alma recebe a Cristo, recebe também o poder de viver a vida de Cristo. Parábolas de Jesus, pág. 314.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1974 – Maravilhosa Graça de Deus, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Filiação

  1. Iêda Araújo Chaves disse:

    Boa argumentação… louvado seja Deus.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s