Transmitindo o Ensino

Meditação Matinal de Ellen White – Vidas Que Falam, 1971.

16 de janeiro – Pág. 22 – Transmitindo o Ensino

E foram todos os dias que Adão viveu novecentos e trinta anos; e morreu. Gênesis 5:5.

A vida de Adão foi de um triste, humilde e contínuo arrependimento. Quando ensinava seus filhos e netos a temerem o Senhor, era com frequência amargamente reprovado por seu pecado, de que resultara tanta miséria sobre sua posteridade. Quando deixou o belo Éden, o pensamento de que deveria morrer fazia-o estremecer de horror. Olhava para a morte como uma terrível calamidade. … Amargamente ele se reprovou por sua primeira grande transgressão. Suplicou o perdão de Deus mediante o Sacrifício prometido. Ele havia sentido profundamente a ira de Deus pelo crime cometido no Paraíso. Testemunhou a corrupção geral que mais tarde finalmente forçou Deus a destruir os habitantes da Terra por um dilúvio. A sentença de morte pronunciada sobre ele por seu Criador, que a princípio lhe pareceu tão terrível, depois que ele viveu algumas centenas de anos, parecia justa e misericordiosa em Deus, pois trazia o fim a uma vida miserável.

Ao testemunhar Adão os primeiros sinais da decadência da natureza com o cair das folhas e o murchar das flores, chorou mais sentidamente do que os homens hoje choram os seus mortos. As flores murchas não eram a razão maior do desgosto, visto serem tenras e delicadas; mas as altaneiras, nobres e robustas árvores arremessando suas folhas e apodrecendo, apresentavam diante dele a dissolução geral da linda natureza, que Deus criara para especial benefício do homem.

Para seus filhos e os filhos deles, até a nona geração, ele descrevia a perfeição de seu lar edênico, e também sua queda e seus terríveis resultados. … Declarou que o pecado seria punido, em qualquer forma que existisse. Instou com eles para que obedecessem a Deus, que os trataria misericordiosamente, se O amassem e temessem. … História da Redenção, págs. 55 e 56.

A Adão foi ordenado que ensinasse a seus descendentes o temor do Senhor, e, por seu exemplo e humilde obediência, levá-los a considerar altamente as ofertas que tipificavam um Salvador que devia vir. Adão cuidadosamente entesourou o que Deus lhe havia revelado, e de forma oral transmitiu-o a seus filhos e aos filhos de seus filhos. Cristo em Seu Santuário, pág. 23. Por esse meio foi preservado o conhecimento de Deus. Signs of the Times, 6 de fevereiro de 1879.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1971 - Vidas Que Falam, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Transmitindo o Ensino

  1. E, dessa forma, o Evangelho chegou até nós (Graças a Deus! Louvado seja Deus!).
    Irmãos, e com grande honra, cabe a cada um de nós repassar tal conhecimento e experiência a mais e mais pessoas. Se elas não sabem o que já sabemos, vamos contar!

  2. Maria lima disse:

    Que linda e triste menssagen.melhor nos esta esperando.❤🙏

    • Maria,
      Li a Meditação bem cedinho e, no meio da manhã, conversei este assunto com um amigo. Realmente é uma história espetacular. Triste, como você disse, e, ao mesmo tempo, linda.
      Irmã, Deus a recompense através da leitura de temas relacionados com a Sua Palavra.

      Carlos Bitencourt
      Cascavel-Paraná

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s