Nada Demasiado Precioso

Meditação Matinal de Ellen White – Vidas Que Falam, 1971.

19 de fevereiro – Pág. 56 – Nada Demasiado Precioso

Pela fé, ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado, sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito, … considerou que Deus era poderoso para até dos mortos o ressuscitar. Hebreus 11:17 e 18.

Deus havia chamado Abraão para ser o pai dos fiéis, e sua vida devia ser um exemplo de fé para as gerações subsequentes. Mas sua fé não tinha sido perfeita. Mostrara falta de confiança em Deus, ocultando o fato de que Sara era sua esposa, e novamente com o seu casamento com Hagar. Para que atingisse a mais elevada norma, Deus o sujeitou a outra prova, a mais severa que o homem jamais foi chamado a suportar. Patriarcas e Profetas, pág. 147.

O Senhor lhe falou, dizendo: “Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas”, “e oferece-o ali em holocausto” (Gênesis 22:2). O coração do ancião paralisou-se de terror. A perda desse filho por doença teria sido um golpe duro àquele pai amoroso; ter-lhe-ia curvado a fronte embranquecida de tristeza. Mas agora eis que se lhe ordena derramar com as próprias mãos o precioso sangue daquele filho. Parecia-lhe terrível impossibilidade. Entretanto, Deus falara, e Sua palavra tinha de ser obedecida. Abraão era avançado em anos, mas isto não o escusou de cumprir o dever. Agarrou o bordão da fé, e em muda agonia tomou pela mão o filho, belo na rosada saúde da juventude, e saiu a obedecer à palavra de Deus. …

Abraão não se deteve a duvidar de como as promessas de Deus poderiam cumprir-se, uma vez morto Isaque. Não parou a arrazoar com o sofrido coração, mas executou a ordem divina ao pé da letra, até que, exatamente quando o cutelo estava para ser mergulhado nas trêmulas carnes do filho, veio a ordem: “Não estendas a tua mão sobre o moço”, “porquanto agora sei que temes a Deus e não Me negaste o teu filho, o teu único” (Gênesis 22:12). Testemunhos Seletos, vol. 1, págs. 484 e 485.

Este ato de fé da parte de Abraão é registrado para nosso benefício. Ensina-nos a grande lição de confiança nas reivindicações de Deus, por mais rigorosas e pungentes que sejam; e isto ensina aos filhos perfeita submissão a seus pais e a Deus. Pela obediência de Abraão é-nos ensinado que coisa alguma é demasiado preciosa para darmos ao Senhor. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 353.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1971 - Vidas Que Falam, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Nada Demasiado Precioso

  1. vera iucia santana andrade disse:

    muito forte a meditação de hoje a prova de Abraão foi algo do qual não tenho palavras não imagino a dor não consigo mim ver nessa situação e qual seria minha reação a unica certeza que tenho é que Deus é fiel

  2. Com todo respeito as demais histórias da Bíblia, mas a de Abraão e Isaque no monte Moriá é a minha preferida. Ela representa muito para mim. Embora grandiosa, é uma pálida demonstração do Plano da Redenção. E, quem diria, seres humanos foram chamados para a dura representação!

    Acima, tirada do Patriarcas e Profetas, uma frase especial: “Deus o sujeitou a outra prova, a mais severa que o homem jamais foi chamado a suportar“. É impressionante isso ou não?!!!

    Também foi citado Gênesis 22:12 – “Não estendas a tua mão sobre o moço… porquanto agora sei que temes a Deus e não Me negaste o teu filho, o teu único”.

    Pergunto: Deus sabia ou não sabia de antemão? Lógico que sabia! Quem não sabia era Abraão! E só passaria a saber se houvesse a prova. Ou seja, somos tentados a pedir a Deus que nos livre de muitas situações que, tal qual a experiência do patriarca, nos permitiria exercer a fé que tanto nos é necessária. Nesse caso, a lição é: não pedir que nos livre da prova, mas que esteja conosco em cada parte dela; que nos dê força; que nos suporte até a vitória.

  3. Keila Carvalho disse:

    Refleti também na lição de que as vezes somos mesquinhos com DEUS, a respeito das coisas que Ele nos pede e que na verdade são pra nossa própria edificação.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s