Seguindo a Própria Conduta

Meditação Matinal de Ellen White – Vidas Que Falam, 1971.

25 de maio – Pág. 151 – Seguindo a Própria Conduta

Acabando ele de oferecer o holocausto, eis que Samuel chegou; e Saul lhe saiu ao encontro, para o saudar. 1Samuel 13:10.

Deus tinha determinado que unicamente os que eram consagrados ao ofício deviam apresentar sacrifícios diante dEle. Mas ordenou Saul “trazei-me aqui um holocausto”; e, cingido como estava de armaduras e armas de guerra, aproximou-se do altar, e ofereceu sacrifício diante de Deus. … Se Saul tivesse satisfeito as condições sob as quais fora prometido auxílio divino, o Senhor teria operado um maravilhoso livramento para Israel, com os poucos que eram fiéis ao rei. Mas Saul estava tão satisfeito consigo mesmo e com sua obra, que saiu ao encontro do profeta como alguém que devesse ser elogiado em vez de reprovado. Patriarcas e Profetas, pág. 618.

Saul procurou defender seu procedimento e acusar o profeta, em vez de reconhecer-se culpado. Há hoje muitos que seguem conduta semelhante. Como Saul, são cegos aos próprios erros. Quando o Senhor procura corrigi-los, recebem a reprovação como se fora insulto e encontram a falta naquele que leva a mensagem divina.

Tivesse Saul se mostrado disposto a ver e confessar o seu erro, esta amarga experiência teria se mostrado uma salvaguarda para o futuro. Posteriormente ele teria evitado os erros que atraíram a reprovação divina. Mas sentindo que era injustamente acusado, estaria, com efeito, pronto a cometer outra vez o mesmo pecado.

A transgressão de Saul mostrou que ele era indigno de assumir responsabilidades sagradas. … Tivesse ele pacientemente suportado o divino teste, a coroa teria sido confirmada a sua casa. Com efeito, Samuel viera a Gilgal para este fim mas Saul havia sido pesado na balança, e fora achado em falta. Precisava ser removido a fim de dar caminho para alguém que consideraria como sagrada a honra e a autoridade divinas. Comentário Bíblico Adventista, vol. 2, págs. 1121 e 1122. Veja o comentário da Lição da Escola Sabatina para hoje clique aqui.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1971 - Vidas Que Falam, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Seguindo a Própria Conduta

  1. ELEANDRO DE ALMEIDA disse:

    Essa história é um exemplo de que nove condutas certas não anula um erro. Não existe “errinho” ou quase perfeito. Aquele que transgride um mandamento torna-se culpado de todos. Porém, o maior de todos os problemas não foi dar uma de sacerdote. Todos cometemos erros. O pior pecado é não reconhecê-lo, achar que na verdade não é tão errado assim. Como Saul, ser cego aos próprios erros.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s