Riquezas

Meditação Matinal de Ellen White – Vidas Que Falam, 1971.

7 de julho – Pág. 194 – Riquezas

A bênção do Senhor é que enriquece, e ele não acrescenta dores. Provérbios 10:22.

Muitos invejaram a popularidade e a extraordinária magnificência de Salomão, julgando que dentre os homens era ele o mais feliz. Mas em meio a toda aquela glória de ostentação artificial, esse homem invejado é o mais digno de lástima. Traz o semblante sombrio, possuído de desespero. Todo o resplendor que o cerca é para ele como um escárnio à aflição e angústia dos seus pensamentos, ao recordar ele sua vida malbaratada na busca da felicidade mediante a condescendência e a egoísta satisfação de cada um dos seus desejos.

No meio da prosperidade o perigo esconde-se. Através dos séculos, riquezas e honra sempre têm-se feito seguir do perigo para a humildade e espiritualidade. Não é o copo vazio que se torna difícil de ser transportado; é o copo cheio que precisa ser cuidadosamente equilibrado para ser conduzido. A aflição e adversidade podem causar tristeza, mas é a prosperidade que representa maior perigo para a vida espiritual. A menos que o ser humano esteja em constante submissão à vontade de Deus, a menos que seja santificado pela verdade, a prosperidade fará que ressurja a inclinação natural para a presunção.

No vale da humilhação, onde os homens dependem de Deus para serem ensinados e guiados em cada passo, há relativa segurança. Mas os homens que se plantam, por assim dizer, num elevado pináculo, e que, por causa de sua posição, presumem possuir grande sabedoria – esses estão no mais grave perigo. A não ser que tais homens façam de Deus sua confiança, seguramente cairão.

Sempre que a ambição e o orgulho são tolerados, a vida é maculada; pois o orgulho, não sentindo necessidade, cerra o coração para as bênçãos infinitas do Céu. Aquele que faz da glorificação de si mesmo seu alvo encontrar-se-á destituído da graça de Deus, por cuja eficiência as verdadeiras riquezas e o mais satisfatório prazer são conquistados. Mas o que tudo entrega e tudo faz por Cristo conhecerá o cumprimento da promessa: “A bênção do Senhor é que enriquece, e não acrescenta dores” (Provérbios 10:22).

Todos os pecados e excessos de Salomão podem ser atribuídos ao seu grande erro de deixar de confiar em Deus quanto à posse de sabedoria, e de andar humildemente diante dEle. Comentário Bíblico Adventista, vol. 2, pág. 1141. Veja o comentário da Lição da Escola Sabatina para hoje – clique aqui.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1971 - Vidas Que Falam, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Riquezas

  1. vera iucia santana andrade disse:

    Não são as riquezas terrenas que vai nos encher de glórias,são as riquezas celestiais que vão nos elevar a Deus.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s