Os Recabitas

Meditação Matinal de Ellen White – Vidas Que Falam, 1971.

20 de agosto – Pág. 238 – Os Recabitas

À casa dos recabitas disse Jeremias: … Pois que obedecestes ao mandamento de Jonadabe, vosso pai, e guardastes todos os seus preceitos, … por isso, assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Nunca faltará homem a Jonadabe, filho de Recabe, que esteja na Minha presença. Jeremias 35:18 e 19.

Deus ordenou a Jeremias que reunisse os recabitas na casa do Senhor, numa de suas câmaras, e lhes apresentasse vinho e os convidasse a beber. Jeremias fez como o Senhor lhe ordenara. “Mas eles disseram: Não beberemos vinho; porque Jonadabe, filho de Recabe, nosso pai, nos ordenou: Nunca jamais bebereis vinho, nem vós nem vossos filhos”.

“Então veio a palavra do Senhor a Jeremias, dizendo: … Vai, e dize aos homens de Judá e aos moradores de Jerusalém: Acaso nunca aceitareis a Minha advertência para obedecerdes às Minhas palavras? diz o Senhor. As palavras de Jonadabe, filho de Recabe que ordenou a seus filhos não bebessem vinho, foram guardadas; pois, até ao dia de hoje não beberam, antes obedecem às ordens de seu pai”. Aqui Deus contrasta a obediência dos recabitas com a desobediência de Seu povo, que não recebia Suas palavras de reprovação e advertência. … Os recabitas foram elogiados por sua pronta e voluntária obediência, ao passo que o povo de Deus não aceitava as reprovações pronunciadas por seus profetas. Testemunhos Para a Igreja, vol. 4, págs. 174 e 175.

Se os requisitos de um pai bom e sábio, que usou o melhor e mais eficaz meio de garantir sua posteridade contra os males da intemperança, foram dignos de estrita obediência, sem dúvida a autoridade de Deus deve ser tida em muito maior reverência quão mais santo é Ele que o homem. Nosso Criador e Comandante, infinito em poder, terrível no juízo, procura por todos os meios levar os homens a ver seus pecados e deles se arrependerem. Por boca de Seus servos Ele predisse os perigos da desobediência; faz soar a nota de advertência, e fielmente reprova o pecado. Seu povo desfruta prosperidade unicamente por Sua misericórdia, graças ao vigilante cuidado de agentes escolhidos. Ele não pode sustentar e guardar um povo que rejeita Seu conselho e despreza Suas reprovações. Por algum tempo Ele pode conter Seus juízos retributivos; mas não pode reter sempre a Sua mão. Profetas e Reis, págs. 425 e 426. Veja o comentário da Lição da Escola Sabatina para hoje – clique aqui.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1971 - Vidas Que Falam, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s