Mais Bem-aventurado é Dar do que Receber

Meditação Matinal de Ellen White – Vidas Que Falam, 1971.

20 de julho – Pág. 207 – Mais Bem-aventurado é Dar do que Receber

O meu Deus, segundo as Suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus. Filipenses 4:19.

Lede… a história da viúva de Sarepta. A esta mulher em uma terra pagã, enviou Deus Seu servo num tempo de fome, a fim de pedir alimento. … Maravilhosa foi a hospitalidade manifestada ao profeta de Deus por esta mulher fenícia, e maravilhosamente lhe foram recompensadas a fé e a generosidade. …

Deus não mudou. Seu poder não é menor agora do que nos dias de Elias. … A Seus fiéis servos hoje, da mesma maneira que a Seus primeiros discípulos, aplicam-se as palavras de Cristo: “Quem vos recebe, a Mim Me recebe; e quem Me recebe a Mim, recebe Aquele que Me enviou” (Mateus 10:40). Ato algum de bondade praticado em Seu nome deixará de ser reconhecido e recompensado. E no mesmo terno reconhecimento Cristo inclui até o mais fraco e mais humilde da família de Deus. “E qualquer que tiver dado”, diz Ele, “só que seja um copo de água fria a um destes pequenos” – os que são como crianças em sua fé e seu conhecimento de Cristo – “em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão” (Mateus 10:42).

A pobreza não nos deve excluir de manifestar hospitalidade. Cumpre-nos partilhar o que temos. Pessoas há que lutam para ganhar a subsistência, e têm grande dificuldade para conseguir que sua renda chegue para as necessidades; amam, porém, a Jesus na pessoa de Seus santos, e estão prontos a manifestar hospitalidade a crentes e descrentes, procurando tornar proveitosas suas visitas. À mesa da família, assim como ao seu altar, os hóspedes são bem-vindos. Os momentos de oração impressionam os que recebem hospedagem e mesmo uma visita pode significar a salvação de uma alma da morte. O Senhor leva em conta essa obra, dizendo: “Eu recompensarei”. …

“Nem só de pão viverá o homem” (Mateus 4:4), e como repartimos com outros nosso alimento material, assim devemos comunicar esperança e ânimo e amor cristão. … E pertence-nos a certeza: “Deus é poderoso para tornar abundante em vós toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, toda suficiência, superabundeis em toda boa obra” (2Coríntios 9:8). Testemunhos Seletos, vol. 2, págs. 572 a 574. Veja o comentário da Lição da Escola Sabatina para hoje – clique aqui.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1971 - Vidas Que Falam, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s