Humildade – Verdadeira ou Falsa?

Meditação Matinal de Ellen White – Vidas Que Falam, 1971.

15 de agosto – Pág. 233 – Humildade – Verdadeira ou Falsa?

E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a Terra está cheia da Sua glória. Isaías 6:3.

Aqueles seres santos cantavam o louvor e glória de Deus, com lábios não poluídos pelo pecado. O contraste entre o débil louvor que ele [Isaías] fora habituado a expressar ao Criador, e os jubilosos louvores dos serafins, deixou atônito e humilhado o profeta. […]

Enquanto ouvia o cântico dos anjos, […] a glória, o infinito poder e a insuperável majestade do Senhor lhe passaram pela visão e lhe tocaram a alma. A luz do incomparável resplendor que manifestou tudo que ele poderia suportar quanto à revelação do caráter divino, sua própria mácula interior ressaltou a seus olhos com clareza impressionante. Até suas palavras lhe pareciam vis.

Assim quando ao servo do Senhor é permitido contemplar a glória do Deus do Céu, tal como é Ele revelado à humanidade, e quando reconhece palidamente a pureza do Santo de Israel, ele fará confissões impressionantes da impureza de sua alma, em lugar de orgulhar-se de sua santidade. Em profunda humilhação exclamou Isaías: “Ai de mim, que vou perecendo! Porque eu sou um homem de lábios impuros” (Isaías 6:5). […] Esta não é a humildade voluntária e a servil censura de si próprio, que tantos parecem considerar uma virtude demonstrar. Este vago arremedo de humildade é motivado por corações cheios de orgulho e estima própria. Muitos há que se depreciam a si mesmos em palavras, mas ficariam desapontados se esse procedimento não lhes trouxesse expressões de louvor e apreço por parte dos outros. A convicção do profeta, porém, era genuína. […]

Os serafins perante o trono são tão possuídos de reverente respeito ao contemplar a glória de Deus, que nem por um momento olham para si mesmos com complacência, ou com admiração própria ou mútua. Seu louvor e glória dirigem eles ao Senhor dos Exércitos. […] Ficam plenamente satisfeitos glorificando a Deus; e em Sua presença, sob Seu sorriso de aprovação, não desejam nenhuma outra coisa. Em trazer Sua imagem, em fazer Seu serviço e em adorá-Lo, alcançam plenamente sua mais alta ambição. Comentário Bíblico Adventista, vol. 4, pág. 1254. Veja o comentário da Lição da Escola Sabatina para hoje – clique aqui.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1971 - Vidas Que Falam, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s