Junto à Porta de Damasco

Meditação Matinal de Ellen White – Vidas Que Falam, 1971.

28 de novembro – Pág. 338 – Junto à Porta de Damasco

Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco, subitamente uma luz do céu brilhou ao seu redor, e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que Me persegues? Atos 9:3 e 4.

Com a fé e experiência dos discípulos galileus que haviam feito companhia a Jesus, encontraram-se reunidos na obra do evangelho a intrepidez e o poder intelectual de um rabi de Jerusalém. Cidadão romano, nascido numa cidade gentílica, e judeu não somente por descendência mas por ensinos recebidos em toda sua vida, por patriotismo e religião; educado em Jerusalém pelo mais eminente dos rabis, e instruído em todas as leis e tradições dos pais, Saulo de Tarso participava no maior grau do orgulho e dos preconceitos de sua nação. Ainda jovem, tornou-se honrado membro do Sinédrio. Era considerado homem promissor, zeloso defensor da antiga fé.

Nas escolas teológicas da Judeia, a Palavra de Deus tinha sido desprezada pelas especulações humanas; tinha sido destituída de seu poder pelas interpretações e tradições dos rabis. … Com ódio feroz a seus opressores romanos, acariciavam a resolução de recuperar pela força das armas sua supremacia nacional. Aos seguidores de Jesus, cuja mensagem de paz era tão contrária a seus ambiciosos planos, odiaram e mataram. Nesta perseguição, Saulo era um dos atores mais atrozes e implacáveis. …

Às portas de Damasco a visão do Crucificado mudou todo o curso de sua vida. O perseguidor tornou-se discípulo, o mestre, aluno. Os dias de trevas passados em solidão em Damasco foram como anos em sua experiência. As Escrituras do Antigo Testamento, entesouradas em sua memória, foram o seu estudo, e Cristo o seu mestre. Educação, págs. 64 e 65.

Paulo não julgava ter feito real sacrifício quando trocou o farisaísmo com o evangelho de Jesus Cristo. … Quando Paulo descobriu que estava em caminho errado, uniu-se, segundo a luz divina, a um povo que outrora pensara dever extinguir da Terra. … Ele ensinava a Cristo e vivia Cristo, e por amor de Cristo sofreu a morte de mártir. Manuscrito 41, 1894.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1971 - Vidas Que Falam, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Junto à Porta de Damasco

  1. Albano Canganjo disse:

    É incrivel! Deus é Maravilhosos e Todo-Poderoso. Quando olho para Saulo vejo um homem puramente Religioso-judaismo e tambem quando olho para Nabucodonosor como foram transformados deixando o orgulho, a Gloria para Deus louvarem isto me deixa estupefacto… E, hoje, eu creio que tais pessoas como Saulo, Nabucodonosor, e alguns que achamos estarem mui distante de Deus podem ser nossos irmaos… amanha… os melhores feiticeiros, bandidos, politicos e … Deus sendo Poderoso e Especialista os transformará….

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s