O Cristão Cortês

Meditação Matinal de Ellen White – Este Dia Com Deus, 1980.

15 de março – Pág. 81 – O Cristão Cortês

Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou. Efésios 4:32.

Precisamos acalentar o amor em nosso coração. Não devemos estar propensos a pensar mal de nossos irmãos. Devemos dar a melhor interpretação ao que eles fazem ou dizem. Precisamos ser cristãos bíblicos. “Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente” (1Pedro 1:22).

Não devemos ser negligentes no tocante à salvação de nossa própria alma. “Examinai-vos a vós mesmos se realmente estais na fé; provai-vos a vós mesmos” (2Coríntios 13:5).

Não devemos seguir o nosso caminho indiferentemente. Precisamos examinar o caráter de nossos pensamentos e emoções, de nosso temperamento, propósitos, palavras e atos. Não nos achamos seguros, a menos que pelejemos constante e exitosamente contra nossas próprias corrupções pecaminosas. Temos de considerar se somos um exemplo de santidade cristã e se estamos na fé. A não ser que esquadrinhemos diligentemente, examinando nosso coração à luz da Palavra de Deus, o amor-próprio suscitará muito melhor opinião de nós mesmos do que deveríamos ter. Não devemos ser tão zelosos em nossos esforços para endireitar os outros que negligenciemos nossa própria alma. Não devemos ser tão zelosos por nossos irmãos que neste zelo descuidemos a obra que precisa ser feita por nós mesmos. Os erros dos outros não tornarão nosso caso nem um pouco mais correto. Há uma obra individual a ser feita por nós mesmos, que de maneira alguma deveríamos negligenciar. …

Se estamos cheios de misericórdia e amor de Deus, será produzido sobre os outros um efeito correspondente. Nada temos de que gabar-nos. Tudo constitui a dádiva de um Salvador beneficente. Precisamos cuidar diligentemente de nossa própria alma. Precisamos andar em humildade. Não necessitamos de trajes de guerra, e, sim, das vestes de paz e justiça. Oxalá o Senhor nos ensine a tomar Seu jugo e a carregar os Seus fardos. Tudo nesta Causa e nesta Obra pode ser realizado com espírito bondoso e conciliador. Sempre podemos ser corteses, nunca receando sê-lo em demasia. Devemos acostumar-nos a demonstrar boa vontade para com todos os homens. Carta 11, 1880.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1980 - Este Dia com Deus, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s