95 Teses Sobre Justificação Pela Fé, FÉ – TESE 14

Conhecer a Deus resulta em confiar em Deus. Se você não O conhece, não irá confiar nEle. Se você não confia nEle, então não O conhece.

Duas coisas apenas são necessárias para se confiar em alguém. Primeiro, você deve encontrar alguém que seja digno de confiança. Segundo, você precisa conhecê-lo. O oposto disso é também verdadeiro. A fim de não confiar em alguém, tudo quanta precisa fazer é encontrar quem não seja digno de confiança – e então passar a conhecê-lo.

Certo verão, quando estava no curso ginasial, trabalhei num posto de gasolina, e aprendi a desconfiar de postos de gasolina! As pessoas com as quais eu trabalhava naquele verão, tinham muitas maneiras de se aproveitar de clientes desatentos. Uma delas era torcer a correia do ventilador até quebrá-la – e então a levavam ao cliente, dizendo: “Veja, descobri que sua correia de ventilador está quebrada. Foi sorte ter verificado isso, não?” Então ficavam com a comissão pela venda da correia de ventilador nova. Outra, era “trocar” o óleo de um carro, enchendo o cárter com óleo retirado de outro carro, e assim ganhar o dobro pelo óleo. Não eram dignos de confiança, e eu os fiquei conhecendo. Desde esse tempo, tenho desconfiado de serventes de postos de gasolina.

Certa vez, parei num posto de gasolina para abastecer. O homem chegou até minha janela, com uma correia de ventilador na mão. Eu disse: “Você a quebrou, agora trate de repô-la.” Ele ficou chocado. “Que quer dizer?” Expliquei: “Já trabalhei em posto de gasolina”. “Oh!”, disse ele. E substituiu minha correia de ventilador sem cobrar nada.

Agora, é inteiramente possível que em alguma parte do mundo haja serventes de posto de gasolina honestos. Mas, a fim de confiar num deles, novamente, teria que conhecê-lo bem. Um relacionamento casual não seria suficiente. Ele não só teria de ser digno de confiança, mas eu teria que tomar tempo bastante para conhecê-lo bem e nele confiar.

A Bíblia declara que Deus é digno de confiança. Mas você jamais confiará realmente nEle até que O conheça por você mesmo.

Já fizemos notar o pensamento profundo de O Desejado de Todas as Nações, pág. 668: “Quando conhecermos a Deus como nos é dado o privilégio de O conhecer, nossa vida será de contínua obediência“.

Acrescente-se a isso uma linha de Caminho a Cristo, pág. 61:”A obediência é fruto da fé“. Se você precisa conhecer a Deus a fim de obedecer, e se obediência deriva da fé, então você precisa conhecer a Deus a fim de ter fé ou de confiar nEle.

Às vezes, esquecemo-nos dessa verdade, e nos envolvemos no combate ao pecado e ao demônio. Tentamos a muito custo obedecer, e falhamos e fracassamos vez após vez. É verdade que somos chamados para um combate – mas é essencial tornar-nos envolvidos no combate certo. “Combate o bom combate da fé“, declara Paulo em 1Timóteo 6:12. Como combatemos o bom combate da fé? Exercendo o esforço necessário para chegar a conhecer a Deus de modo que nEle confiemos.

Como chegamos a conhecer a Deus? Do mesmo modo como chegamos a conhecer qualquer outra pessoa. A fim de nos relacionarmos com alguém, são necessárias três coisas. Primeiro, falar com ela. Segundo, ouvi-la ao lhe dirigir a palavra. E, terceiro, ir a lugares e realizar coisas junto com ela. Estes são os ingredientes da comunicação. (Próximo capítulo – clique aqui)

Retorno ao Índice Geral – clique aqui.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 95 Teses Sobre Justificação Pela Fé, Morris Venden e marcado , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s