Para Confiarmos Nele

Meditação Matinal de Ellen White – Filhos e Filhas de Deus, 1956 e 2005.

3 de julho – Pág. 191 – Para Confiarmos Nele

O receio do homem armará laços, mas o que confia no Senhor será posto em alto retiro. Provérbios 29:25.

O Senhor quer que estejais de bom ânimo. Fortalecei-vos. […] Satanás atua por toda parte para destruir a fé, e para tornar as pessoas infelizes. Carta 29, 1904.

Caso não estejais experimentados em discernir os ardis de Satanás, vossa única segurança está na oração. Abri todos os segredos do coração ao exame do Olhar infinito, e rogai a Deus que vos torne puros e fortes, armando-vos inteiramente para os grandes conflitos da vida. A fé aumenta com as batalhas contra as dúvidas; a virtude adquire mais vigor pela resistência à tentação. The Youth’s Instructor, abril de 1873.

Todas as bênçãos são concedidas aos que mantêm ligação vital com Jesus Cristo. Jesus nos chama a Si, não simplesmente para refrigerar-nos com Sua graça e presença por algumas horas, e depois mandar-nos embora de Sua luz, para andarmos separados dEle em sombras e tristeza. Não, não. Diz-nos que precisamos ficar com Ele e Ele conosco. Onde quer que seja necessário fazer Sua obra, Ele está presente, terno, amante e compassivo. Preparou-nos, a vós e a mim, uma morada permanente em Si mesmo. É nosso refúgio. Nossa experiência deve ampliar-se e aprofundar-se. Jesus revelou toda a divina plenitude de Seu inexprimível amor. […] Aproximai-vos de Deus. Falai de coragem, falai de fé, falai de esperança. Meu irmão e minha irmã no Senhor, tende bom ânimo. Oh, quão pouco sabemos do que se acha diante de nós! Dar-nos-emos inteiramente a Jesus, para ser totalmente Seus, e então dizer: “Não a minha vontade, ó Deus, mas a Tua, seja feita”? […] Tendes o terno amor e a compaixão de vosso Salvador. Olhai para Ele. Confiai nEle continuamente, e não duvideis de Seu amor. Ele conhece toda a nossa fragilidade, e o que nos é necessário. Dar-nos-á graça suficiente para o dia. Tão-somente olhai sem cessar a Jesus, e tende bom ânimo. Carta 1a, 1898.

Há, na fé genuína, uma animação, uma firmeza de princípio que nem o tempo nem a lida são capazes de enfraquecer. The Youth’s Instructor, 21 de abril de 1898.

Anúncios

Sobre Ligado na Videira

Ligado na Videira
Esse post foi publicado em 1956 – Filhos e Filhas de Deus, 2005 – Filhos e Filhas de Deus, Ellen White, Meditação Matinal e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Escreva um comentário. Compartilhe sua opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s